Repórter News - reporternews.com.br
Opinião
Quinta - 15 de Abril de 2010 às 08:13
Por: Aladir Leite Albuquerque

    Imprimir


De todas as aves, a que mais me chama atenção e me causa admiração é a águia. Ela é ousada e acredito ser o símbolo dos que confiam em Deus. Representando coragem e resistência.

Acredito que, se balizássemos nossas atitudes pelos princípios instintivos das águias, teríamos muito mais força, determinação, coragem, confiança, e criatividade. Experimentaríamos abundantemente a paz, o equilíbrio e a genuína liberdade de ser e estar em sintonia com o mundo atual.

Aprendi a confiar e admirar a rainha das aves depois das valiosas informações que obtive sobre sua trajetória de vida.

Vejamos um pouco de suas qualidades. Quando seu filhote ainda mal consegue voar, a águia destrói o ninho com o propósito de impedir que sua cria volte à comodidade. Leva-o às alturas e de lá o atira no abismo da atmosfera a fim de despertar nele a poderosa força de rei das aves.

O urubu domina as alturas. Porém a águia é infinitamente superior. Jamais se contenta com uma alimentação fácil. É das alturas que observa sua ágil e saudável presa. De lá se lança velozmente, empreendendo-lhe a perseguição. Após capturá-la, abate-a e alimenta-se das melhores partes, deixando os restos para os urubus.

E nós, representantes sindicais, o que buscamos uma categoria mais forte ou preferimos a comodidade de um secretario que procura-nos  alimentar de ilusões e promessas enganosas ao  pronto de continuar a levar-nos  de barriga mais uma vez, estou me referindo ao secretario de administração que infelizmente ainda continua no seu reino encantado SAD.
 
O que faz a águia diante da tempestade? Onde ela se abriga? Ela não se abriga. Ela abre suas possantes asas, que podem voar a uma velocidade de 90km/h, e enfrenta a tempestade. Depois de superá-la, voa tranqüila, acima da turbulência das nuvens. Ela sabe que as nuvens escuras, a tempestade e os choques elétricos podem ter uma extensão de trinta a cinqüenta metros, mas lá em cima brilha o sol. Por isso possamos dizer, liberdade liberdade abre as asas sobre nós.

E nós, representantes sindicais, o que fazemos diante desta tempestade chamada SECRETARIO DE ADMINISTRAÇÃO vamos deixá-lo mais uma vez se sentir poderoso diante de suas ações de governo? Deixaremos dormi-lo em seu reino encantado! Ou o enfrentamos com coragem e confiança - certos de que, após as dificuldades, e adversidades conquistaremos nossa vitória.
Porque a nossa luta só esta começando, não podemos aceitar que o super secretario continue nesta pasta, já temos informações que o mesmo foi preparado e pós graduado para dificultar o avanço de nossos direitos.

Finalmente, a águia também morre. No entanto, jamais encontraremos seus restos mortais em qualquer lugar. Sabe por quê? Porque, quando ela sente que chegou a hora de partir não se lamenta nem fica com medo. A águia procura o pico mais alto, tira as últimas forças de seu cansado corpo e voa para as montanhas inatingíveis. Aí espera resignadamente o momento final. Até para morrer ela é extraordinária.

E nós, sindicalistas que representamos os servidores públicos! Como agiremos diante do secretario de administração? Lutamos aceitamos ou deixamos para o governo doces lembranças de um sindicato que não ocupou responsavelmente este tempo e espaço que faz parte de nossa obrigação e responsabilidade diante de nossos sindicalizados?
 
Não! Temos sim, que termos e trazermos em nossa essência uma águia não  adormecida. E sim despertada, enquanto há tempo. Espero que o governo atual abra os olhos e observe o PENTAGONO CHAMADO SAD COMANDADO PELO ATUAL SECRETARIODE ADMINISTRAÇÃO.


ALADIR: - O SERVIDOR EM MOVIMENTO
DIRETOR DE FORMAÇÃO
SINDICAL SINDES-MT
aladirrocha@gmail.com 



Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/artigo/1378/visualizar/