Repórter News - reporternews.com.br
Opinião
Quarta - 07 de Abril de 2010 às 00:59
Por: Luiz Fernando Caldart

    Imprimir


Em meio a uma vastidão de nomes de políticos prestigiados e autoridades que se misturavam ao mais comum dos cidadãos anônimos a tantos outros representantes da sociedade é que, no dia 31 de março último, assistimos a um ato cívico carregado de emoção e esperança: a tomada de posse de Silval Barbosa como novo Governador de Mato Grosso.

Silval que, com toda segurança de quem o conhece, será um gestor que pode conduzir-nos à continuidade da trajetória vitoriosa e visionária de seu parceiro e antecessor. Estamos seguros que os anos que virão trarão uma grande e boa surpresa, não a nós que o conhecemos e sabemos da sua capacidade e dedicação a Mato Grosso, mas aos que tentam por em dúvida a lisura e determinação deste grande homem público, que tem como referência a lealdade, o companheirismo e cumprimento da palavra empenhada sendo, portanto, o oposto do personagem criado pelo escritor e jornalista italiano Carlo Lorenzini que usava o pseudônimo de Carlo Collodi que viveu no século XIX, chamado de Pinóquio!

A emoção aflorou legitimamente nos discursos e em meio à multidão que se acomodava no Centro de Eventos Pantanal. Essa mesma energia era sentida do lado de fora do Centro de Eventos pelas pessoas que assistiam pelo telão ao último ato oficial do Governador Blairo Borges Maggi, esse brasileiro notável, aplaudido e aprovado como nenhum outro que governou Mato Grosso. Ante sua renúncia para concorrer ao Senado fica a sensação de que Silval Barbosa carrega em si a esperança de que essa política que se sagrou vitoriosa deve ser continuada e aperfeiçoada no que for possível.

No entanto, percebe-se facilmente que algo ainda está por se fazer. Algo que poucos se deram conta e que é muito necessário: Agradecer aos Cidadãos Blairo Borges Maggi e sua guerreira esposa Dra. Terezinha de Souza Maggi, não com tapinhas nas costas, o que soaria um tanto quanto forçado, como se disséssemos “vocês fizeram sua obrigação muito bem”. Precisamos agradecer por Blairo Maggi e Terezinha terem feito muito além de suas obrigações, agradecer por terem mudado a perspectiva de crescimento de nosso Estado. Devemos celebrar o renascimento da fraternidade no meio político, transparente nas ações humanitárias de coleta de alimentos do Natal Solidário e de tantos outros programas humanitários, no crescimento vertiginoso no número de casas para os brasileiros que aqui vivem e foram mais de sessenta mil casas construídas e entregues, diminuindo a desigualdade social que em outros tempos era gritante e que hoje passa a gerar a certeza de que mudar é possível. E para melhor.

Com esse jeito peculiar de fazer política com franqueza, devemos agradecer pela certeza de um amanhã muito mais feliz, sem perder de vista que muito ainda deve ser feito, mas que a grande parcela difícil e árdua foi realizada por esses brasileiros que tanto nos orgulham. Blairo na sua grandeza enquanto Governador mostrou-se humilde em um meio onde isso é quase que um sinal de fraqueza. Disse ter a consciência tranquila de que fez o que estava ao seu alcance, agradecendo a todos os agentes políticos, porque sem eles não conseguiria fazer política. Disse que se a sociedade não estivesse envolvida dentro de um projeto de desenvolvimento de Estado também não conseguiria ir muito longe e nada realizaria. Vindo de um homem que mudou os rumos de nosso Mato Grosso devemos dizer em alto e bom som: “Obrigado e até breve, cidadão Blairo Borges Maggi!” Obrigado pela franqueza, pela humildade, pelo empenho e ainda mais pelas grandes mudanças que vieram para ficar.

Na emoção que se seguiu ao dia 31 de março, esquecemos de que ele é de fato uma espécie de reinventor ético da política social. Trabalhou para melhorar a vida de quem não tinha voz para clamar por mudanças, trabalhou para aqueles que não tinham teto, abarcando-os no programa “Meu Lar”, o maior e mais importante programa de moradia já implementado em Nosso Estado, melhorando a qualidade de vida das comunidades carentes, “como brilharam seus olhos e da Dra Terezinha ao entregar a chave de um lar a quem nunca o teve!”. Dignidade ao próximo foi uma marca em sua gestão, demonstrada no “Programa de Entrega do Registro Civil” e que concedeu a mais de quarenta e duas mil pessoas de Mato Grosso esse importante documento sem o qual é impossível construir a cidadania de fato.

Naquele dia, alguns agradeceram com uma emoção maior não só pela dignidade com a qual foi tratado, mas também pela realização de muitos sonhos. A regularização matrimonial de mais de vinte e um mil casais nos “Casamentos Comunitários” ilustra bem isso. Em um Governo marcado pelo êxito e vitórias, tanto no campo social quanto no político, fica difícil enumerar as realizações sob pena de esquecermos algo importante. Mas de fato a importância maior não está somente nas metas alcançadas, mas na felicidade alcançada pelo cidadão comum que em sua emoção na posse de Silval Barbosa queria poder apertar a mão e transmitir a Blairo o afeto de uma gente simples que não se entregou nunca ante as dificuldades vividas.

E naquele dia 31 de março, numa manhã que se perde na lembrança aos poucos, não me furto a dizer em alto e bom som meu obrigado a esse casal simples e ao mesmo tempo grandioso chamado Blairo Borges Maggi e Terezinha de Souza Maggi!


Luiz Fernando Caldart é advogado e presidente do Cepromat



Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/artigo/1407/visualizar/