Repórter News - reporternews.com.br
Opinião
Quarta - 17 de Fevereiro de 2010 às 16:20
Por: Prof. Felipe Aquino

    Imprimir


Na Quarta-Feira de Cinzas, os sacerdotes colocam um pouquinho de cinzas sobre a cabeça dos fiéis na Missa. O sentido deste gesto é lembrar que um dia a vida termina neste mundo e ”voltaremos ao pó” que as cinzas lembram. Por causa do pecado, Deus disse a Adão: “És pó, e ao pó tu hás de tornar”. (Gênesis 2, 19).

Este dia especial marca o início da Quaresma, um tempo de graças no qual devemos aproveitar para fazermos uma renovação espiritual em nossa vida. Isso porque Cristo jejuou e rezou durante quarenta dias antes de enfrentar as tentações do demônio no deserto. Da mesma forma, a Igreja quer ensinar-nos como vencer as tentações de hoje. Assim surgiu a Quaresma.

 A Quarta-feira de cinzas serve para lembrarmos que estamos de passagem por este mundo e que a vida de verdade, aquela sem fim, começa depois da morte. As cinzas humildemente nos lembram que, após a morte, prestaremos contas de todos os nossos atos e de todas as graças que recebemos de Deus nesta vida, a começar da própria vida, do tempo, da saúde, dos bens.

Ao entrarmos na Quaresma devemos ter a humildade de “revermos nossa vida” e abandonar o pecado (orgulho, vaidade, arrogância, prepotência, ganância, pornografia, sexismo, gula, ira, inveja, preguiça, mentira.). Enfim, viver o que Jesus recomendou: “Vigiai e orai, porque o espírito é forte, mas a carne é fraca”.

Embora este seja um tempo de oração e penitência mais profundas, não deve ser um tempo de tristeza, ao contrário, pois a alma fica mais leve e feliz. O prazer é satisfação do corpo, mas a alegria é a satisfação da alma.

O meio mais eficaz para se livrar do pecado é através da confissão. Por isso, Jesus instituiu a confissão em sua primeira aparição aos discípulos, no mesmo domingo da Ressurreição (Jo 20,22), dizendo-lhes: “a quem vocês perdoarem os pecados, os pecados estarão perdoados”. Não há graça maior do que ser perdoado por Deus, estar livre das misérias da alma e estar em paz com a consciência.

Jesus quis que nos confessassemos com o Sacerdote da Igreja, seu ministro, porque ele também é fraco e humano e pode nos compreender, orientar e perdoar pela autoridade de Deus. Especialmente aqueles que, há muito não se confessam, têm na Quaresma uma graça especial de Deus para se aproximar do Confessor e entregar  a Cristo nele representado, as suas misérias.

 Assim podemos viver bem a Quaresma e participar bem da Páscoa do Senhor, enriquecendo a nossa alma com as suas graças extraordinárias; podendo ser melhor e viver melhor.  

*Prof. Felipe Aquino é professor de física, autor de mais de 60 livros, e apresenta dois programas semanais  na TV Canção Nova: "Escola da Fé" e "Trocando Idéias" (www.cancaonova.com)



Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/artigo/1533/visualizar/