Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Opinião
Segunda - 19 de Novembro de 2018 às 15:08
Por: Graci Ourives Miranda

    Imprimir


As multicores existentes no “Morro da Luz”, que é patrimônio Histórico Municipal, evidenciam quão importante o ecossistema é relevante para nossa sobrevivência.

E, mais ainda, devemos priorizar, prevenção, tanto ecológica quanto a vida saudável.

O verde oliva entremeado de flores nos remete a felicidade e esperanças e sonhos. Cruelmente, nas eleições nenhum candidato compareceu in loco. Visitei o Morro da Luz, e lá existem duas cadeiras, ladeadas por barracos de lonas e odores não agradável. Os habitantes doentes do crack têm sonhos sim, pois há um lindo quadro pendurado no recinto. Isto é, admirar a Arte, representa esperar por olhares mais humanos dos poderes.

Frente ao Morro da Luz existe praça revitaliza, com belas pinturas, em que nos remete aos países de primeiro mundo.

Visualizar para aquelas belas e frondosas árvores é terapêutico. O ecossistema requer cuidados dos Poderes.

Mas, circulando entre um sombreamento e outro, lamentavelmente, detectamos seres humanos escravizados pelo crack.

O Art.196 “A saúde é direito de todos e dever do Estado, garantindo mediante políticas sociais econômicas e que visem a redução do risco de doenças e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperação.”

Não é justo os jovens terem em seu cotidiano a vida de abandono pelos poderes. Se há alguém que coloca em dúvida, visite o Morro da Luz.

Estes cidadãos merecem atenção do Poder Central. A Constituição Federal é cristalina: Bem-Estar Para Todos.

Então, que, sejam planejados Hospitais para os dependentes. Assim os recuperados poderiam ter relevantes ações junto a sociedade.

A postura dos recuperando da dependência químicos nos remete a música de Marisa Monte em: “Ainda Bem” em que diz: “(...)Que agora encontrei você/Eu realmente não sei/ O que eu fiz para merecer(...)”.

Poder Central, despertem! sejam céleres para preocupar-se com o brilhante do mundo que, são nossos jovens.

Como seria importante que estes jovens adentrassem em hospitais para o tratamento, e assim enfatizar: “Ainda bem/ Que agora encontrei você”: sobriedade.

Deparamos com dependentes do Crack, no Juizado Especial Unificado de Cuiabá, aguardando para solicitar apoio. E, parabéns! Juiz Mário Roberto Kono de Oliveira, trabalhando com prevenção. Prevenir é o mundo da PAZ e sensatez.

*GRACI OURIVES DE MIRANDA, professora Português/literaturas: Língua Portuguesa e inglês/literatura inglesa. Registro LP9614565/Demec/SP-SP. Especialização História Social - UFMT. Curso - USP-SP: “Prática de ensino da língua inglesa”. 02 artigos científicos - UFMT. 04 Livros publicados, sendo 1 - obra científica

go.miranda@uol.com.br



Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/artigo/2281/visualizar/