Repórter News - reporternews.com.br
Opinião
Segunda - 15 de Julho de 2019 às 06:58
Por: Dr. Renan Ferreira

    Imprimir


Localizado nas órbitas oculares e caracteristicamente de pequenas dimensões, o olho humano carrega consigo uma responsabilidade incalculável: a de receber estímulo luminoso (luz) do ambiente e iniciar o processo gerador de imagens para o entendimento do nosso mundo externo.

Somos constantemente bombardeados por estímulos do ambiente em que vivemos, especialmente os visuais e auditivos, e felizmente os sistemas visuais de algumas espécies, como a humana, desenvolveram mecanismos de seleção do que é mais importante. E considerando que aproximadamente 1/3 do nosso cérebro está dedicado à análise e reconhecimento da informação visual, a importância da visão para a espécie humana é imensurável.

Existem inúmeras doenças (mais de 3 mil tipos) que podem agredir os nossos olhos e comprometer consequentemente a nossa visão. O aumento da expectativa de vida da população juntamente com o aumento da prevalência de doenças crônicas como Hipertensão Arterial e Diabetes Mellitus, somadas às dificuldades de acesso a saúde ocular de qualidade dos menos favorecidos, são fatores determinantes para que o prognóstico seja preocupante.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) a estimativa é de que em 2020 existirão no mundo 75 milhões de pessoas cegas e mais de 225 milhões de portadores de baixa visão (melhor visão corrigida entre 20-60%). Cerca de 90% dessas pessoas pertencem a países subdesenvolvidos ou em desenvolvimento, como o Brasil.

O mais relevante nesse contexto é o fato de que mais de 75% dos casos de cegueira são evitáveis e/ou tratáveis. O acesso ao atendimento médico oftalmológico adequado é fator decisivo para determinar mudanças reais nas condições de saúde ocular da população brasileira. A OMS aponta que, se houvesse um número maior de ações efetivas de prevenção e/ou tratamento, 80% dos casos de cegueira poderiam ser evitados.

Diante dos dados estatísticos de que a cada 5 segundos, 1 pessoa se torna cega no mundo (World Report on Disability 2010) é de fundamental importância ressaltar a necessidade de se fomentar políticas de acesso à saúde ocular de qualidade e ações de prevenção e educação, especialmente da população mais desassistida. Esforço este, que somado ao tratamento precoce pode garantir a preservação da capacidade visual e possibilitar uma vida independente e produtiva.

O médico oftalmologista é o único profissional habilitado para prevenir, diagnosticar e tratar as doenças oculares. Consulte o seu oftalmologista!

Dr. Renan Ferreira

Médico Oftalmologista

Especialista em Retina e Vítreo

CRM MT 9034



Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/artigo/2631/visualizar/