Repórter News - reporternews.com.br
Opinião
Sábado - 25 de Abril de 2020 às 12:57
Por: Eustáquio Rodrigues Filho

    Imprimir


Um ateu já disse que era preciso ter muita coragem para acreditar em Deus. Já um cristão rebateu dizendo que era preciso ter mais coragem ainda para não acreditar. Ao longo do tempo e da caminhada cristã, analisando discursos daqueles que acreditam e daqueles que não acreditam Nele, percebi que existem muito mais razões para acreditar em Deus que para não acreditar - estou falando do Deus único, o Deus da Bíblia, o Deus judaico-cristão.

Há aqueles que dizem que não pode existir um Deus bom (como o da Bíblia) diante de tanta fome, guerra, tragédias, terremotos, tantos assassinatos e estupros. Oras, também penso, como não poderia existir Deus diante de tanto amor, solidariedade, perdão, compaixão, caridade, alegrias, tantos lugares bonitos e tantos milagres? Assim, se uns dizem que Deus não existe por causa do lado feio do mundo, por que Deus não existiria diante do lado bonito do mundo?

Há outros que afirmam que Deus não existe porque a ciência não prova sua existência, afirmando que fé em Deus é apenas uma questão de foro íntimo ou superstição. Oras, se uma pessoa crê apenas no que a ciência prova, como ela poderia dizer para outra pessoa ˜Eu te amo˜? Ou poderia dizer ˜Eu sinto saudade˜?


Não há como afirmar que Deus não existe. Ele não só existe, como está esperando por você de braços abertos

Como a ciência poderia provar que tal pessoa realmente ama outra pessoa, ou gosta de outra pessoa ou sente saudade de uma pessoa? O fato/ sentimento está lá, mas como que se prova isso pela ciência? E há muitas provas de amor ao redor do mundo, de pessoas que deram a vida por outras pessoas. E a Bíblia diz que Deus é amor. E amor é algo que vem de Deus.

Há aqueles que confundem Deus com religião, dizendo que há religiosos e religiões tão corruptas e nefastas que o Deus justo da Bíblia não pode coexistir com essas coisas. Jamais deveríamos confundir Deus com aqueles que dizem representar Deus aqui na Terra. Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa.

Já os que dizem que acreditar em Deus é algo infantil ou que infantiliza a pessoa, fazendo com que o indivíduo use essa crença/ fantasia para tornar o mundo mais cor de rosa e mais fácil de ser enfrentando.

Porém, é um fato muito claro que é possível ter uma fé adulta em Deus. Ou alguém seria louco de afirmar que Jesus foi um indivíduo infantilizado, criado por vó e que fugiu a vida toda de suas responsabilidades? Ou o que dizer dos mártires da igreja que deram sua vida por causa de sua fé? Alguma pessoa da geração nutella sacrificaria sua vida por alguma coisa?

Há os que não creem em Deus por acreditar que Deus é um “estraga-prazeres”, que não permite que ele faça tudo que ele quer fazer. Oras, você pode fazer tudo o que quiser, embora nem tudo seja bom ou conveniente, nem tudo seja ético ou justo, correto ou dentro do alto padrão do Deus Bíblico. Fernando Pessoa disse, certa vez, que "Deus não é uma ideia minha, a minha ideia de Deus é que é uma ideia minha”.

Então se a ideia que você tem de Deus não é uma boa ideia, melhor reavaliar sua ideia de Deus . Pois Deus não tem nada a ver com essa má ideia.

Dentro desse contexto acima e junto a tantos outros que não caberiam num texto curto que eu desejei escrever, não há como afirmar que Deus não existe. Ele não só existe, como está esperando por você de braços abertos. Somos pessoas vivendo desgarrados do Pai Criador e Ele aguarda nossa volta ansiosamente.

Agora, eu te pergunto: afinal, que ideia você tem de Deus?

Eustáquio Rodrigues Filho é servidor público e escritor.



Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/artigo/3013/visualizar/