Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Opinião
Segunda - 25 de Janeiro de 2021 às 15:39
Por: Licio Antonio Malheiros

    Imprimir


Nunca se viu em um país democrático como o nosso, tanto clamor por parte da população brasileira; rezando e pedindo a Deus que chegue logo o dia 31 de janeiro de 2021, para que o atual presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia (DEM-RJ), desocupe a presidência, este, infelizmente já a ocupa por 3 mandatos para nossa tristeza.

Pode parecer caça às bruxas, porém não é, trata-se de um cidadão persona não grata em nosso país; principalmente por decisões antidemocráticas, e envolvimento em situações pouco ortodoxas, com citações, dele e do seu pai Cézar Maia, em inquérito que os investigam.

No qual, a Procuradora-Geral da República na época, Raquel Dodge, apontou que a análise do sistema de propina da Odebrecht indicava supostas execuções de pagamentos, que totalizam R$ 1,4 milhão para codinomes que se referem aos dois investigados, quem afirma isso, é a Procuradoria-Geral da República – MPF.

Maia é persona não grata em nosso país por decisões antidemocráticas

A afirmativa, tem como premissa básica, “Um amplo trabalho de investigação policial, no qual aponta que foram constatados, a partir de exames periciais em arquivos disponíveis no material examinado, registros de negociações, ordens de pagamentos e execução de pagamentos aos beneficiários de codinomes ‘Déspota’, ‘Botafogo’ e ‘Inca’, atribuídos a César Maia e Rodrigo Maia”, apontou a Procuradora-Geral da República; não estou criando nenhum factoide.

Essa investigação, teve início em abril de 2017, com base em delações de executivos e ex-executivos da Odebrecht.

Na época, um dos delatores afirmou que Maia teria solicitado R$ 350 mil como forma de contribuição para sua campanha eleitoral em 2008. No entanto, nem Rodrigo Maia e nem seu pai foram candidatos na eleição daquele ano.

A coisa não para por aí, segundo a PGR, Maia teria solicitado um repasse financeiro a um ex-diretor da empreiteira, tendo como pano de fundo a campanha do seu pai. Segundo a PGR, foi autorizado o “pagamento de R$ 600 mil, dos quais já se encontrou comprovantes de pagamento de R$ 400 mil, realizado pelo Setor de Operações Estruturadas”, conhecido como o setor de propinas da empreiteira.

Voltando aos dias atuais, veio à mente uma situação inusitada, relacionada a “sétima arte” o cinema, e um filme popular assistido por: crianças, jovens e adultos e que ninguém esquece.

O filme em questão, é Batman e Robin uma dupla dinâmica do bem pelo menos na ficção, que acontece em uma cidade fictícia Gotham City criada para as histórias em quadrinho, os personagens, lutam contra tantos vilões, o principal deles o Coringa.

Saindo da ficção voltando a nossa triste realidade, vou descrever uma das cenas mais dantescas, vergonhosas e imorais, que estamos vivenciando nos últimos dias em nosso país, vou usar codinomes que é um (neologismo), para que a minha narrativa se sustente, porém todos irão entender a quem me refiro, vou contar uma história de ficção que muito se assemelha à nossa vida real.

Assim se inicia a nossa história, usarei codinomes.

Na última eleição na cidade de Gotham City, o vencedor apelidado de ‘Bozo’, obteve 57,7 milhões dos votos válidos, sendo assim eleito de forma democrática.

Assim como qualquer herói, ele tem que lutar diariamente contra diversos opositores, tanto os velados quanto os declarados.

Enquanto isso, na pacata e ordeira cidade de Gotham City, se encontraram em um almoço de cortesia, o boneco ‘Ken’ e o seu amigo ‘Botafogo’; não estou me referindo ao time de futebol Botafogo meu time do coração, que está preste a cair para a serie B do campeonato brasileiro, trata-se do outro ‘Botafogo’.

Capitaneados por um decreto absurdo, sórdido e imoral, surgido da batcaverna, local onde se encontram 11 morcegões mais poderosos e ávidos por sangue, principalmente pelo sangue do coitado do ‘Bozo’.

Um desses morcegões com superpoderes, a bel prazer e de forma monocrática, resolve estabelecer que o boneco ‘Ken’ o ‘Botafogo’ e os demais anti-heróis; que estes, a partir daquela data, ficariam responsáveis para combater uma terrível pandemia que se alastrou pela cidade de Gotham City e demais cidades vizinhas.

Esse decreto, tirou todo e qualquer poder do ‘Bozo’, que então, ficou de mãos e pés atados diante dessa situação; não satisfeitos, a Dupla Dinâmica da Liga do Mal, tinha como objetivo central, levar o ‘Bozo’ a sofrer um impeachment.

Os anti-heróis, o boneco ‘Ken’ e o ‘Botafogo’ em uma reunião sórdida; na qual a mesma tinha como objetivo central, o pedido de ‘Ken’ para que o ‘Botafogo’, também com superpoderes, entrasse com pedido de impeachment contra o ‘Bozo’.

O boneco ‘Ken’ foi mais além, ao diz “Sei como levá-lo ao impeachment, vamos usar a pedrinha verde da terra natal de Kal-El, a kriptonita”, ai, o ‘Botafogo’ de bate pronto respondeu eu sei ‘Ken’, porém a kriptonita, tem como componente básico “Ser ficha limpa, retidão de caráter, honestidade, sinceridade, verdade, amor ao próximo e por aí vai”, portanto os anti-heróis ficaram sem argumentos.

Vamos aguardar, o desenrolar dos próximos capítulos dessa eletrizante história de quadrinhos, com semelhanças marcantes às nossas vidas; qualquer semelhança é mera coincidência.

Pare o mundo, quero descer!

Licio Antonio Malheiros é geógrafo.



Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/artigo/3536/visualizar/