Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Opinião
Quinta - 25 de Fevereiro de 2021 às 06:00
Por: Renato Gomes Nery

    Imprimir


A pregação da violência, como instrumento político, para resolver os problemas do Brasil tem sido trombeteada, à exaustão, por fanáticos adeptos da humilhação, da intimidação, cassação de direitos políticos, de prisões, da tortura ou simplesmente da eliminação pura e simples das pessoas. Esta receita tem sido prescrita de diversas formas por estúpidas e despropositadas pregações. Culminou, na última semana, com uma peroração de 19 minutos de insultos, sandices, injúrias, difamações e despropósitos de um deputado que, sob o manto de imunidade parlamentar, achou que ele poderia desmoralizar e destruir os ocupantes e um dos poderes da República para impor uma nova ordem.

Manifestação como esta não é isolada. Coisas parecidas já partiram de Ministros, da família e do próprio Presidente da República que não escondem o seu apreço por regimes de força e tem como seu santo protetor um famoso torturador. A vingar o que pensam estes fanáticos, teríamos, por aqui, novos Gulags e novos campos de concentração, pois eles acham que o Golpe de 64 não fez o que devia, uma vez que se tivesse feito as coisas aqui seriam diferentes. Enfim, ter-se-ia humilhado, cassado, intimidado, torturado, exilado, aprisionado e matado mais.

A evolução do mundo não se deu via violência, pelo contrário ela é um farol desfocado que leva o retorno da civilização ao olho por olho e dente por dente. Demorou-se muito tempo para superar a barbárie e chegar no estágio civilizatório em que vivemos. A eliminação das bruxas é coisa de um passado obscuro e remoto. A receita aviada acima, seria o retorno a um cruel passado que já foi de há muito ultrapassado e sepultado. Temos que superar as nossas diferenças pela sabedoria, pelo respeito as instituições, pela compreensão, pela concórdia, pela diligente aplicação da lei e, sobretudo, pelo sufrágio universal do voto. A violência somente gerou e gerará mais violência e nada mais.

Os horrores dos nazistas, da Revolução Soviética e da Chinesa são episódios que devem ser lembrados para não serem esquecidos, pois negam e envergonham a raça humana. Pregar métodos usados, destes períodos negros da história humana, é uma insanidade que não pode ir além da retórica, pois sabe-se, por antecipação, onde vão dar.

Aos apressados é preciso lhes dizer que tenham calma, pois o mundo não dá saltos e é fruto de uma lenta e permanente evolução que não pode ser superada por decreto e, muitos menos, pelos métodos, desejos e anseios dos fanáticos psicopatas adoradores das forças do mal.

P.S. - Ressalte-se que o mundo é muito complexo para ser aprisionado pelos estritos limites da compreensão das esquerdas e direitas rançosas que ainda vicejam abaixo da Linha do Equador.

Renato Gomes Nery. E-mail – rgnery@terra.com.br Site – www.renatogomesnery.com.br



Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/artigo/3605/visualizar/