Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Opinião
Sexta - 27 de Maio de 2022 às 11:12
Por: Joel Mesquita

    Imprimir


O grande feito do atual governador do Mato Grosso, foi fazer o dever de casa. Regularizou a situação caótica em que se encontrava a folha salarial dos servidores do Executivo no estado e avançou em algumas agendas de interesse público.

Nós servidores lembramos bem o caos que foi a gestão antecessor em relação ao assunto. Evidentemente o ex-procurador assumiu uma herança maldita de governos anteriores, mas não demonstrou muito êxito em resolver alguns problemas elementares bem como se perdeu em questões menores, que nem vale a pena comentar.

O governador Mauro Mendes foi um ótimo prefeito quando gerenciou o Palácio Alencastro, sede da prefeitura municipal da capital. Cuiabá melhorou de forma significativa e avançou em muitas áreas.

Certamente que não agrada a todos, mas já vivemos dias ruins, e ter o salário pago de forma correta é algo fundamental. Nesse quesito ainda manteve o gasto com pessoal, dentro do que determina a lei de responsabilidade fiscal.


Muito me agrada a forma como o governador lidou com a pandemia. Ele foi ponderado e equilibrado, não caiu em discursos negacionistas, porém não abriu mão do bom-senso. Seria demais que em Brasília houvesse alguém exercendo a Presidência com o racionalismo e pragmatismo do governador do nosso querido Mato Grosso? Nas eleições gerais de 2018, o governador teve 840.094 votos válidos no estado, que representa 58,69% do total de votos.

Em minha opinião será reeleito ainda no primeiro turno com uma votação avassaladora.

Quando venceu o governador prometeu: "Vamos retribuir essa confiança depositada pelo povo com muito trabalho, com seriedade e com a correta aplicação do dinheiro público.

Vamos fazer a Saúde funcionar, retomaremos as obras inacabadas, vamos criar um ambiente econômico que fomente a geração de empregos e iremos atuar em parceria com os prefeitos para garantir serviços públicos de qualidade a todos os mato-grossenses". No quesito obras paradas, o governo de Mendes retomou, bem como conclui iobras importantes para o estado. Um exemplo é o Hospital Central de Alta Complexidade, em Cuiabá-MT, obra parada há 34 anos e que finalmente será finalizada.

Pragmático como é, deverá apoiar a reeleição do “cara” lá de Brasília. Apesar de discordar, compreendo as motivações do governador, visto que governa um estado com características eleitorais peculiares e com certa excentricidade. Por outro lado, acaso o atual Presidente República saia derrotado nas eleições deste ano, o governador é político profissional, prudente, experiente e certamente dialogará com qualquer um que chegar ao Palácio Planalto.

Joel Mesquita é sociólogo.



Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/artigo/4560/visualizar/