Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Opinião
Sexta - 05 de Agosto de 2011 às 13:26
Por: Mario Eugenio Saturno

    Imprimir


Algumas notícias que nos vêm da América do Norte são realmente surpreendentes. Escolas Católicas de Bostom, Nova Iorque e Mineápolis mostraram que muitos dos seus contribuintes não são católicos. Um empresário que já doou cerca de 28 milhões de dólares para as escolas da Arquidiocese de Nova Iorque não professa nenhuma religião, diz-se ateu. Iniciou suas doações em 1997, com dez mil, e, em 2007, doou 22 milhões. E fez mais, diante da crise, em que muitas escolas estavam para fechar, ele não só doou como fundou uma Associação de Alunos Católicos para recrutar potenciais doadores. E já conseguiu onze mil doadores que somaram um milhão de dólares.

Isso é muito importante porque a Arquidiocese informa que 95% dos alunos não têm como pagar pelos seus estudos. Segundo o Cardeal Edward Egan, a educação tem bom efeito mesmo nas crianças mais pobres e piores famílias. Os americanos estão mostrando o que a Educação de qualidade faz, exatamente o que precisamos no Brasil.

Um outro doador improvável foi um judeu que conheceu o projeto da Academia Chesterton e prometeu doar 75 mil dólares, desde que a escola arrecadasse o mesmo. Os estudantes, pais, professores e colaboradores iniciaram uma campanha entre amigos e familiares. Os estudantes chegaram até a promover um show de talentos. No final arrecadaram mais do que o planejado, 95 mil, incluindo doadores de outros países, comovidos pelo esforço.

Um outro judeu já colabora com mais de 25 mil dólares anualmente. E tantos outros que colaboram com quantias menores mas não menos importantes. São pessoas que acreditam que o ensino de boa qualidade, independente de religião, transforma a sociedade. Cabe ressaltar que cerca de um quarto dos estudantes dessas escolas não são católicos.

Seria muito interessante que no Brasil se fizesse um estudo equivalente, principalmente também para saber quem é o público-alvo dessas escolas e se estão cumprindo o seu papel importante de promover o mais pobre dentre os pobres. Que os religiosos de outras religiões me perdoem mas ninguém faz mais caridade que a Igreja Católica, e, tenho a impressão, ninguém educa melhor. Mas, verificar é muito importante. Colaborar, mais ainda.

E, já que estamos falando em educação católica, não custa falar sobre a EWTN, Eternal Word Television Network, TV católica, maior do mundo, que atinge mais de 80 milhões de lares em 110 países. Óbvio que, durante a programação, haja inúmeros pedidos de doações, porém, diferencia-se muito de outras emissoras religiosas, todo o seu conteúdo é disponibilizado imediatamente na internet. Sutil, mas conforme sua missão, difundir a Palavra de Deus e não vender a versão do pregador.

Essa atitude deveria nos inspirar no nosso cotidiano. Não importa o quanto estejamos sofrendo (a esperança é bom exemplo), nem a cegueira que pensamos ter. Os dons de Deus devem ser colocados a serviço. É inspirador saber que o Batismo, a Confirmação e a Eucaristia são os sacramentos da iniciação cristã, a base da vocação de todos à santidade e à missão de evangelizar o mundo. Conferem as graças necessárias à vida segundo Espírito nesta vida de peregrinos a caminho da Pátria (CIC §1534).

Mario Eugenio Saturno é Tecnologista Sênior do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), professor do Instituto Municipal de Ensino Superior de Catanduva e congregado mariano. (mariosaturno@uol.com.br)



Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/artigo/502/visualizar/