Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Opinião
Quinta - 02 de Dezembro de 2010 às 11:00
Por: Humberto Frederico

    Imprimir


Depois de anos sem um ídolo mato-grossense nos campos de futebol, este ano foi muito bom para os nossos craques. Talvez desde que Rogério Ceni foi campeão da Libertadores e do Mundial de Clubes com o São Paulo, nós não tínhamos alguém daqui fazendo tanto sucesso como esse ano. E não foi apenas um jogador que conseguiu se destacar, foram vários.

Em relação a título, é difícil alguém superar o várzea-grandense Paulo Assunção. O volante de 30 anos de idade joga no Atlético de Madrid e foi campeão da Liga Europa em julho deste ano. Assunção é titular na equipe espanhola, e joga ao lado de craques como Aguero e Forlán. Em outubro teve o seu contrato renovado.

Um dos mato-grossenses ainda briga para ser campeão brasileiro e tem papel fundamental na equipe. É o goleiro Fábio, do Cruzeiro, que nasceu e cresceu em Nobres. O “Muralha Azul”, chamado assim pela torcida cruzeirense, é um dos jogadores que estão disputando o título de melhor goleiro da competição.

Na Série B tivemos dois destaques. Marcos Aurélio e Jael que jogam no Coritiba e no Bahia, respectivamente, ajudaram as suas equipes a subirem para a Primeira Divisão, inclusive marcando gols decisivos.

Marcos Aurélio fez o gol que selou a subida do clube paranaense, fez o gol do título, e ainda se tornou o artilheiro da temporada. Jael fez 13 gols no Campeonato Baiano, inclusive o tento contra o América-MG, carimbando a subida de divisão do Bahia. Os dois são cuiabanos.

Quando se fala em ascensão na carreira ninguém deve estar mais contente do que Paulinho, ex-lateral esquerdo do Luverdense. O atleta foi emprestado no início do ano ao Novo Hamburgo, e se tornou o principal jogador da equipe que eliminou o Internacional e disputou o Campeonato Gaúcho contra o Grêmio.

Logo após o estadual, Paulinho foi disputado entre o Palmeiras e o Atlético-PR, tendo optado pelo time paranaense. Chegou como reserva na equipe, mas logo superou o lateral titular, Márcio Azevedo, e jogou até o fim do Campeonato Brasileiro. Semana passada, o Atletico-PR comprou o passe de Paulinho, junto ao Luverdense.

Outro jogador de bastante destaque neste ano foi Diogo Galvão, o Diogol, como chamam ele em Rondonópolis, onde jogou pelo União e pelo Vila Aurora. Diogo começou o ano no Trindade-GO, foi artilheiro do Campeonato Goiano, e em seguida contratado pelo Goiás.

Sem chances na equipe alviverde, se transferiu para o Atlético-GO quando a equipe era a lanterna da competição, ajudou a equipe a escapar da Zona de Rebaixamento, mas se lesionou e não jogou as últimas rodadas.

Tem jogadores que terminaram bem o ano passado, mas esse ano não foi bom para eles. Esse é o caso de Éverton (nascido em Nortelândia), campeão brasileiro pelo Flamengo, e do cuiabano Wellington, que terminou a competição como zagueiro titular do Botafogo. Éverton foi para o México, não se deu bem lá, e foi dispensado. Wellington voltou para o Cruzeiro, clube detentor do seu passe, e joga no time B.

Mas, no geral, os mato-grossenses foram bem este ano. Para você, quem foi o melhor?


Humberto Frederico
é jornalista e dono do blog Futebol F.C (www.humbertofredericohf.blogspot.com)



Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/artigo/859/visualizar/