Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Opinião
Sexta - 13 de Agosto de 2010 às 11:43
Por: Pedro Ferreira de Souza

    Imprimir


Mato Grosso conta com 15 Consórcios Intermunicipais de Desenvolvimento Econômico distribuídos pelas regiões do Araguaia, Norte, Médio Norte, Sul, Oeste do Estado e Baixada Cuiabana. A iniciativa em criar os consórcios partiu da Associação Mato-grossense dos Municípios em 2005, com o apoio do Governo do Estado, através das Secretarias de Desenvolvimento Rural e da Secretaria de Projetos Estratégicos e também importantes parceiros como o Sebrae, Banco do Brasil e outros. A organização do potencial econômico dos municípios foi a principal meta. Logo os consórcios se consolidaram como alternativas inovadoras do fortalecimento de todas as regiões.

 Como prefeito de Jauru sempre apoiei as atividades junto aos meus companheiros da região. Tive a oportunidade de participar de missões para conhecer o funcionamento de consórcios de outras regiões brasileiras. Em 2009, quando assumimos a presidência da AMM, procuramos dar continuidade a todas as metas dos consórcios regionais. Reconhecemos que graças ao trabalho dos consórcios, os municípios tiveram avanços significativos na área econômica. Eles representam a força do grupo de prefeitos em todas as regiões. 

Os gestores passaram a reivindicar em bloco junto ao Governo do Estado e outras instituições, recursos para os projetos na área econômica, além de detectar os problemas e enxergar novas  oportunidades inerentes ao que o município dispõe. O que notamos atualmente são os resultados visíveis em relação ao que foi encaminhado por região. 

 Na AMM criamos no ano passado o Fórum de Secretários de Agricultura, Meio Ambiente e Turismo, um instrumento fundamental de apoio a todos os consórcios. Por meio do fórum, reunimos os parlamentares da Bancada Federal de Mato Grosso que já garantiram várias emendas para destinar os recursos para diversos projetos. Sem dúvida nenhuma, foi uma grande conquista para os gestores. Após a criação do fórum, os gestores passaram a ter mais força para reivindicar melhores condições e recursos para os municípios.

Durante os cinco anos de existência dos consórcios, muitas ações aconteceram em prol dos municípios, como exemplo a identificação das cadeias produtivas, a elaboração de projetos específicos, a troca de experiências e principalmente a integração dos gestores. Os Consórcios Intermunicipais de Desenvolvimento Econômico e Social definiram uma política de investimentos, priorizando os projetos que representam a força dos municípios.


Pedro Ferreira de Souza
– presidente da AMM



Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/artigo/995/visualizar/