Publicado em Quinta - 27 de Abril de 2017 | por Wilson Carlos Fuáh

A ditadura do preconceito

Portanto, enquanto vivermos pensando apenas no supérfluo, na vaidade do poder transitório e da acumulação de bens, classificando pessoas pela ótica dos interesses, com certeza o tédio, a angustia serão nossos parceiros mais íntimos e contínuos nos momentos de reflexões.

Leia mais...

Refrigerantes e prejuízos à saúde

Publicado em Quarta - 26 de Abril de 2017 | por Hélcio Corrêa Gomes

O açúcar industrializado é ingrediente novo na dieta humana. Ao longo da história se obteve quantidade limitada de alimento adocicado por frutose e mel. Após a produção do açúcar de cana, já no final do século XIX, o consumo dele era de apenas 02 quilos por pessoa. Atualmente já atinge 37 quilos anuais, segundo o Instituto de Ciências Evolutivas da Universidade de Montpellier na França. Algo bem assustador.

Leia mais...

Perigos da tecnologia para os pequenos

Publicado em Terça - 25 de Abril de 2017 | por Maria Augusta Ribeiro

A nao observação do ambiente que nos cerca, a pouca atenção ao praticar atividades físicas e a falta de experiências táteis , olfativas e visuais diminuem o aprendizado, experimentado por 1 entre 3 crianças no mundo expostas à tecnologia antes dos 12 anos de idade.

Leia mais...

Afastamento no período menstrual

Publicado em Segunda - 24 de Abril de 2017 | por Rosana Leite Antunes de Barros

É sabido que homens e mulheres são iguais perante a lei, conforme mandamento do artigo 5º, da Constituição Federal. Entretanto, a igualdade descrita constitucionalmente necessita de leis positivas que venham a garantir o seu real significado, para ser sentida pela sociedade.

Leia mais...

Pela honra

Publicado em Domingo - 23 de Abril de 2017 | por Sérgio Mauro

As fronteiras entre a normalidade democrática e a contínua sedução que as atitudes tirânicas exercem sobre os governantes são sempre de difícil delimitação. Se há oposição selvagem e destrutiva, aparentemente certas medidas de força poderiam ser justificadas pela situação no poder, encabeçada pelo seu líder máximo, no caso, o PrIndignado, o brasileiro se reusou a subir ao pódio. Após muita discussão, aceitou uma sugestão, ainda mais sublime, seus companheiros de seleção cantariam o hino nacional. E assim foi feito, juntando-se o espírito de equipe com a honra de ouvir o hino pátrio, sob as lágrimas de um guerreiro.esidente da Venezuela.

Leia mais...

Suicídio o Dilema do Século XXI

Publicado em Sábado - 22 de Abril de 2017 | por Fábio Rodrigues Correa, psicólogo/ Luana Peres Frick, psiquiatra;

Entre 2002 e 2012, as faixas etárias que mais cresceram em números de suicídio no Brasil foram dos 10 aos 14 anos (40%) e dos 15 aos 19 anos (33,5%) conforme dados do ministério da saúde.

Leia mais...

De leitores

Publicado em Sexta - 21 de Abril de 2017 | por Eduardo Gomes de Andrade

Nenhuma enchente em córrego suja as águas dos rios. Com Rondonópolis também foi assim. Havia muita luz e coração na construção de seus alicerces, que nem mesmo o sofrimento dos elefantes e a tragédia dos peões poderia impedir que fossem transformados na metrópole de agora.

Leia mais...

Segurança jurídica já!

Publicado em Quarta - 19 de Abril de 2017 | por Carlos Montenegro

Sem dúvidas, uma das missões mais difíceis que alguém pode ter é julgar os outros, mais que isso, julgar os atos dos outros, pois a responsabilidade envolvida não é pequena e os reflexos das decisões tomadas podem ser catastróficos. O bom julgamento é vital para o resguardo da ordem, da paz e o bem comum.

Leia mais...

A falácia que pesa no bolso

Publicado em Terça - 18 de Abril de 2017 | por Claudio Lamachia, presidente nacional da OAB

Curioso é que, só neste primeiro trimestre, nós brasileiros já pagamos mais de R$ 545 bilhões em impostos, segundo estimativa da Associação Comercial de São Paulo no famoso Impostômetro. No ritmo atual, até dezembro, teremos transferido aos cofres geridos pelo governo cerca de R$ 2,2 trilhões. Em 2016, foram mais de R$ 2 trilhões.

Leia mais...

O “Frankenstein” mostrou sua cara deformada

Publicado em Segunda - 17 de Abril de 2017 | por Paulo César Régis Souza

No meio disso, a judicialização transformou em pó mais de 50% da dívida ativa, quando o Supremo reduziu o prazo de decadência da dívida ativa de dez para cinco anos. Os caloteiros soltaram rajadas de bombas nas comemorações.

Leia mais...