Publicado em Terça - 18 de Janeiro de 2011 | por Alexandre Garcia

Opinião O certo é errado

A presidente Dilma, ao visitar a anual tragédia das chuvas, mostrou que sabe tanto quanto nós. Disse que a construção ilegal, no Brasil, é regra e não exceção. Os que têm obrigação de cumprir a lei, sob pena de serem enquadrados no crime de responsabilidade, nada fazem.
Leia mais...

Opinião A escola como mobilizadora nacional

Publicado em Terça - 18 de Janeiro de 2011 | por Eliezer Pacheco

Ultimamente tem sido muito enfatizada a valorização do professor como forma de melhorar a educação brasileira. Isto é absolutamente correto. Sem educadores qualificados, motivados e com salários dignos é impossível uma educação de qualidade.
Leia mais...

Opinião Enxugando a maquina

Publicado em Terça - 18 de Janeiro de 2011 | por Aladir Leite Albuquerque

Depois de vários governos em nosso estado vejo realmente que um novo tempo virá,  para a classe dos servidores públicos de carreira de mato grosso.     
Leia mais...

Opinião Língua chicote do corpo

Publicado em Segunda - 17 de Janeiro de 2011 | por Aladir Leite Albuquerque

As palavras Possuem forças que podem ser usadas de forma correta ou incorreta tanto para construir ou destruir, as palavras podem deixar rastros de destruições ou rastros de realizações, podem trazer confiança ou desconfiança.
Leia mais...

Opinião Os cargos na administração e a moralidade

Publicado em Segunda - 17 de Janeiro de 2011 | por Dirceu Cardoso Gonçalves

Ao discutir e brigar, como ave de rapina, pelo loteamento dos cargos na administração, a classe política brasileira, inclusive os governantes, joga na lata do lixo seu prestígio e o compromisso com a causa pública. E sua reputação marcha para o esgoto.
Leia mais...

Opinião De muro

Publicado em Domingo - 16 de Janeiro de 2011 | por Eduardo Gomes

Aliado com argentinos e uruguaios o Brasil venceu o Paraguai após memoráveis batalhas terrestres e navais, mas perdeu a guerra social em suas entranhas, que até agora faz vítimas e se mantém enquanto ferida que sangra e não se cicatriza.
Leia mais...
Secretário de Indústria, Comércio, Minas e Energia, Pedro Nadaf
Secretário de Indústria, Comércio, Minas e Energia, Pedro Nadaf

Opinião Pequenos empréstimos, bons negócios

Publicado em Domingo - 16 de Janeiro de 2011 | por Pedro Nadaf

O efeito multiplicador de uma concessão de microcrédito pode ser considerado como um dos pontos mais importantes para a economia e para o desenvolvimento social de uma localidade. Afinal, não precisa esperar a médio ou a longo prazos seus efeitos, que podem trazer impactos positivos nos primeiros meses de uso dos recursos, que inclusive ajuda na redução da informalidade.
Leia mais...

Opinião Um ano que precisa ser novo

Publicado em Sábado - 15 de Janeiro de 2011 | por Juan Quirós

A insólita comemoração dos economistas ante a desaceleração da economia nacional no terceiro trimestre, recém-divulgada pelo IBGE, corrobora uma preocupação consensual dos setores produtivos: expansão superior a 7% ao ano levaria o Brasil a tropeçar em seus antigos problemas basilares, podendo ameaçar o presente ciclo positivo de crescimento.
Leia mais...

Opinião Em meio as ruínas, a história

Publicado em Sexta - 14 de Janeiro de 2011 | por Lourembergue Alves

O visitante desavisado assusta-se ao deparar com as ruínas fincadas no coração de Roma. Não é que a cidade não possua edificações modernosas. Estas não lhe faltam. Porém, os focos das atenções de quem chegam por aqui são bem outros. Bastantes diferentes dos traçados extraídos das pranchetas atuais. 
Leia mais...

Opinião Mortos pela chuva. Até quando?

Publicado em Quinta - 13 de Janeiro de 2011 | por Dirceu Cardoso Gonçalves

O Brasil convive, nas últimas décadas, com a tragédia das águas. O inchaço urbano, a ocupação predatória de várzeas e encostas e a impermeabilização irresponsável das terras junto aos cursos d’água, constituem a mortal alavanca do caos. A água da chuva, antes absorvida por ruas e quintais de terra e contidas pela vegetação, hoje rola rápido para o fundo do vale. E ainda leva para o leito do rio grande volume de lixo, restos de construção, peças, móveis e objetos criminosamente descartados. Insuficientes para receber essa grande descarga, os córregos, riachos e rios transbordam, invadindo prédios, alagando ruas e arrastando veículos, pessoas, vidas e tudo o que encontram em seu trajeto.
Leia mais...