Publicidade

Publicado em Sexta - 15 de Abril de 2011

Opinião Vereadores... Quanto mais, melhor

Depois de terem o número de vereadores drasticamente reduzidos em 2004, por conta de uma discutível resolução do Tribunal Superior Eleitoral que, no entender de juristas, confrontou as leis maiores, as Câmaras Municipais preparam-se agora para voltar à normalidade numérica e legal, estabelecida na Emenda Constitucional 58/09.  Esse dispositivo, que alterou o artigo 29 da Constituição, atribuiu 24 faixas populacionais para fixar a menor Câmara em nove vereadores (para as localidades com até 15 mil habitantes( e a maior em 55 componentes, nos municípios com população superior a 8 milhões. Essas faixas deverão ser observadas nas eleições de outubro do próximo ano, para posse a 1º de janeiro de 2013.
Leia mais...

Opinião Produção de Etanol: primeira ou swgunda geração?

Publicado em Sexta - 15 de Abril de 2011 | por Thályta Fraga Pacheco

O etanol tem sido considerado uma alternativa para diminuir problemas ambientais e energéticos no mundo em razão da escassez e alta dos preços dos combustíveis fósseis e da poluição por eles causada. O Brasil encontra-se em uma posição privilegiada no que se refere à produção de etanol, por apresentar vantagens na tecnologia de produção, possibilidade de liderança na agricultura de energia e mercado de biocombustíveis sem ampliar a área desmatada ou reduzir a área destinada à produção de alimentos. Além disso, a matriz energética brasileira já é um exemplo de sustentabilidade, pois enquanto a média mundial é o uso de apenas 14% de fontes renováveis, o Brasil utiliza 46,8% dessas fontes.
Leia mais...

Opinião Energia elétrica: aumento da tarifa e gestão do uso

Publicado em Sexta - 15 de Abril de 2011 | por Teomar Estevão Magri*

A energia elétrica está cada vez mais presente e indispensável no nosso dia-a-dia. É ela que nos propicia conforto e impulsiona as atividades produtivas. No instante em que se anuncia um reajuste na tarifa concedido pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), ficamos todos preocupados. Afinal, trata-se de uma despesa a mais, que não estava prevista. Contudo, diante desse contexto, também cabe a nós uma reflexão sobre como fazemos a gestão desse importante componente no orçamento doméstico.
Leia mais...

Opinião O corporativismo do cartão

Publicado em Quinta - 14 de Abril de 2011 | por Petrônio Souza Gonçalves

Era o segundo mandato do governo Lula. Dilma Rousseff, hoje presidenta, era a chefe da Casa Civil, a ante-sala do poder. Dilma, substituindo o todo oneroso José Dirceu, com objetivo claro de atingir o governo anterior de Fernando Henrique Cardoso, resolveu dar mais uma espetadinha e divulgou dados sobre os gastos dos cartões corporativos utilizados pelo governo FHC.
Leia mais...

Opinião Finanças: Como no tempo dos nossos pais

Publicado em Quinta - 14 de Abril de 2011

Com certeza quase todos já ouviram esse termo ou algo parecido. Ainda mais quem tem pais mais velhos, de décadas mais distantes. “No meu tempo era diferente”. No meu tempo as coisas funcionavam melhor. No meu tempo eu ia no caixa do banco ou resolvia tudo com o gerente, e não tinha nada desse negócio de caixa eletrônico, era tudo no “olho no olho””. Enfim, assim como rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura, hábitos financeiros passados não são garantia de serem bons hábitos financeiros futuros.
Leia mais...

Opinião O urgente resgate da competitividade

Publicado em Quinta - 14 de Abril de 2011 | por Fernando Pimentel

O crescente déficit na balança comercial de manufaturados preocupa muito os setores produtivos e exige a urgente implementação de medidas que aumentem a competitividade sistêmica do Brasil. Para isso, são prementes a redução dos encargos trabalhistas, a isenção tributária dos investimentos e a desoneração das exportações. Propostas nesse sentido já foram encaminhadas ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior pela Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (ABIT), com a justificada inquietação de uma entidade representativa de 30 mil empresas, empregadoras de 1,7 milhão de pessoas, ou oito milhões, se considerarmos os postos de trabalho indiretos e os gerados pelo efeito renda.
Leia mais...

Opinião Os deveres do transportador aéreo

Publicado em Quarta - 13 de Abril de 2011

Quase dois anos depois da queda do vôo AF-447 - que partiu do Rio de Janeiro rumo a Paris, no dia 31 de maio de 2009 – a França ainda mantém uma grande expedição em alto mar para localizar os restos mortais dos 228 passageiros e tripulantes e o que sobrou do Airbus A330 da Air France. Milhões de euros são aplicados na movimentação da frota marítima e aérea de buscas e em equipamentos de alta tecnologia, que já encontraram partes do motor, da fuselagem, trem de pouso e outras peças da aeronave, submersas no oceano a quase 4 mil metros de profundidade. Nos próximos dias essas peças serão removidas.
Leia mais...

Opinião Para que se serve um vereador?

Publicado em Quarta - 13 de Abril de 2011 | por Vilson Nery e Antonio C. Filho

É bem provável que você já tenha feito essa pergunta, mas achamos que errou na resposta. Sim, porque legislar e produzir normas (leis) no âmbito de sua competência é ‘coisa do passado’. Vereador agora quer ser prefeito por uns dias.
Leia mais...

Opinião Até a presidenta chorou

Publicado em Terça - 12 de Abril de 2011 | por Pedro Cardoso da Costa

O Brasil é mesmo um país que procura se diferenciar dos demais. Em qualquer outro país, quando ocorre uma tragédia inusitada ou natural, uma série de medidas é tomada de imediato, seja no âmbito local ou nacional, conforme os aspectos causadores sejam localizados ou abrangentes. Após o massacre no Rio de Janeiro, a medida da escola foi suspender as aulas por tempo indeterminado e em âmbito estadual e federal, foi o estudo genealógico da personalidade do suicida-assassino.
Leia mais...

Opinião Um Discurso, Repercussão Apagada

Publicado em Terça - 12 de Abril de 2011

Tudo foi cuidadosamente organizado. O cenário favorecia e o momento também. Pois a inflação – o indomável dragão das décadas anteriores a 1993 – ameaça reagir, depois de quase vinte anos de sono profundo. Ocasião propícia para o ressurgimento da oposição, presa até agora a sua própria taciturnidade e anemia. Estrategicamente, o plano era perfeito, uma vez que o ambiente lhe era muito favorável. Até o plenário foi decorado para a ocasião, com uma assistência invejável e visitas ilustres, a exemplo do ex-governador José Serra. O tucano-porta-voz para tal empreitada teve tempo para o ensaio, e o discurso estava na ponta da língua. Porém, ninguém imaginou que o imprevisto pudesse conspirar contrariamente.  
Leia mais...