Repórter News - reporternews.com.br
Brasil Eleições 2012
Segunda - 27 de Setembro de 2010 às 02:30

    Imprimir


O candidato do PSDB à Presidência, José Serra, afirmou no debate dos presidenciáveis, na TV Record, que não tenta se desvincular do governo Fernando Henrique Cardoso, mas que foi escolhido por sua biografia.

"Não fui patrocinado por ninguém especificamente. Alguém que apontou o dedo e disse: "Ele vai ser o candidato". Fui escolhido em função da minha biografia", disse o tucano.

Dilma, por sua vez, criticou Serra por utilizar a imagem do presidente Luiz Inácio Lula da Silva em seu programa de TV.

"Considero muito estranho que Serra use a imagem do Lula à noite e de dia faça crítica. Fizeram oposição muito raivosa durante o nosso governo."

Serra disse que os petistas são "ingratos" com o sucesso do governo FHC.

O tucano ressaltou que os avanços econômicos obtidos pelo governo Lula ocorreram graças a ações do governo anterior, do tucano Fernando Henrique Cardoso.

Para Serra, o temor evocado por alguns setores da sociedade antes da eleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em 2002, não se justificou exclusivamente pela continuidade da política econômica iniciada pelo governo do PSDB.

"O medo não se justificou porque o governo Lula não mudou a política econômica. Aproveitaram as coisas que o governo anterior tinha feito. Anunciavam tudo, e o governo Lula mudou em relação a tudo aquilo que pregava. Palocci reconheceu. Só por isso o medo não se justificou", afirmou.

O candidato do Plínio de Arruda Sampaio (PSOL) procurou vincular o governo Lula a corrupção e atacou Marina por "não enfrentar poderosos".

"Competência ela [Marina] tem, o problema é enfrentar os poderosos. Engoliram os transgênicos, a transposição do rio São Francisco, as florestas", disse Plínio.

Questionada sobre escândalos de corrupção no governo Lula, Dilma disse que vai apurar e garantiu que haverá profissionalismo em seu governo, se eleita. Rebateu acusações de que o governo Lula foi recheado de escândalos.

"Não concordo que governo Lula foi dos escândalos. Reforçou a PF, nunca houve tantas prisões no Brasil, contas colocadas no portal da transparência. Diz que não são todas as contas de SP que são transparentes. Não houve engavetedor-geral, o MP é autônomo." 






Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/114017/visualizar/