Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Esportes
Quinta - 16 de Setembro de 2010 às 16:00

    Imprimir


O atacante Kleber não achou justo o cartão amarelo recebido no jogo contra o Grêmio, na última quarta-feira, no Olímpico. Para o jogador palmeirense, o árbitro Gutemberg de Paula Fonseca abusou do autoritarismo ao aplicar a advertência, no primeiro tempo, após o atleta reclamar de uma falta.

O cartão foi o terceiro do jogador no Brasileirão e, com isso, ele terá de cumprir suspensão no clássico diante do São Paulo, no próximo domingo, no Pacaembu. O atleta não se diz arrependido pelo ocorrido e culpou o árbitro pela ausência no jogo contra os são-paulinos.

"Conversei com o juiz e, em momento algum, eu o xinguei. Fui conversar numa boa. Fico chateado porque ele quer mostrar autoridade e que manda no jogo. Às vezes, isso não precisa. Essa vontade de mostrar autoridade, de mostrar que manda no jogo é desnescessária", lamentou Kleber, na manhã desta quinta-feira, no desembarque do Palmeiras no Aeroporto de Congonhas, em São Paulo.

O atacante, conhecido por seu histórico de polêmicas envolvendo expulsões por indisciplina dentro de campo, diz que o passado ainda acaba gerando perseguição de alguns árbitros.

"Às vezes, você acaba sendo marcado por algumas coisas que aconteceram no passado. É tentar tirar essa imagem, tentar apagar tudo isso. Tenho conseguido aos poucos. Então, tenho de evitar falar com o juiz, mesmo que com educação. É melhor que nem converse, é melhor ficar quieto porque alguns árbitros não aceitam nem conversar", afirmou.

"É um momento ruim para ficar fora do time. Isso prejudica a equipe. Mas vão entrar outros jogadores com qualidade para poder fazer o melhor e ajudar o time a vencer", completou Kleber.






Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/115267/visualizar/