Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Economia
Segunda - 09 de Agosto de 2010 às 07:25

    Imprimir


Após o presidente mundial da HP (Hewlett Packard), Mark Hurd, deixar o cargo na sexta-feira por conta de uma denúncia de assédio sexual envolvendo uma antiga prestadora de serviços da companhia, que não foi identificada, a atriz Jodie Fisher assumiu a autoria da acusação neste domingo.

De acordo com informações do site do "The New York Times", Fisher,que foi consultora de marketing da HP, revelou seu envolvimento no caso em declaração feita por sua advogada, Gloria Allred, e afirmou que nunca teve relações sexuais com Hurd. "Eu fiquei supresa e triste com o fato de que Mark perdeu seu emprego por causa disso", disse. "Essa nunca foi minha intenção."

Hurd, que é casado, chegou a um acordo na Justiça com Fisher para encerrar o processo, por montante que não foi revelado.

Um comunicado foi enviado aos funcionários de todas as subsidiárias no mundo na sexta informando que o executivo seria substituído interinamente pela diretora financeira da empresa, Cathie Lesjak.

O afastamento aconteceu depois que um comitê externo e o conselho geral da companhia investigaram a denúncia de assédio sexual, de acordo com nota oficial da companhia.

A investigação concluiu que não houve violação da política sobre assédio sexual da HP, mas que Hurd violou os padrões de conduta da HP. No mesmo comunicado, Hurd disse que em algumas circunstâncias não seguiu "os padrões e princípios de confiança, respeito e integridade" que a companhia prevê e que o guiaram durante a carreira.

  Lou Dematteis/Reuters  
O presidente mundial da HP deixou o cargo após cinco anos na empresa após denúncia de assédio sexual
O presidente mundial da HP deixou o cargo após cinco anos na empresa após denúncia de assédio sexual



O executivo afirmou ainda que a decisão foi "dolorosa depois de cinco anos na HP" e que sua saída não está relacionada ao desempenho financeiro da companhia.

Ainda de acordo com a nota, a saída de Hurd foi decidida em comum acordo com o conselho diretor. O executivo deixará a empresa imediatamente. "Depois de várias discussões com membros do conselho, sairei e o conselho começará a buscar uma nova liderança", afirmou.

Neste domingo, após as declarações de Fisher, os altos executivos da HP afirmara que não vão mais discutir a situação de Hurd, e se comprometeram a escolher um novo presidente que mantenha a companhia nos eixos. "Não vamos desacelerar", disse Cathie Lesjak, CEO interina da companhia, de acordo com o "NYT".

Mark Hurd esteve a frente da HP desde 2005, quando substituiu a executiva Carly Fiorina. Lesjak, 51, trabalha há 24 anos na HP e acumulará as funções de diretora financeira e de presidente global. A executiva também pertence ao conselho diretor desde 2007. 






Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/119734/visualizar/