Repórter News - reporternews.com.br
Copa do Mundo 2010
Sábado - 12 de Junho de 2010 às 16:43

    Imprimir


AP
Goleiro Robert Green falhou feio em chute fraco de Dempsey e deixou a bola entrar
Goleiro Robert Green falhou feio em chute fraco de Dempsey e deixou a bola entrar

Em um dos melhores jogos da Copa do Mundo até agora, Inglaterra e Estados Unidos fizeram uma partida aberta e equilibrada, com muitas chances para os dois lados, que foi decidida por um detalhe - o tremendo frango do goleiro inglês Robert Green em um chute de Dempsey, que selou o placar em 1 a 1 ainda no primeiro tempo. No início do jogo, Gerrard havia colocado os ingleses na frente.

O empate deixou as duas seleções com um ponto ganho no Grupo C do Mundial. Os outros dois times da chave são Argélia e Eslovênia, que se enfrentam às 8h30 (de Brasília) deste domingo.

Logo com 4min de jogo, a Inglaterra pareceu mostrar a que veio. Rooney encontrou Heskey na entrada da área, e o centroavante - contestado por não marcar muitos gols - fez um excelente trabalho de pivô, rolando a bola para o avanço de Gerrard. O novo capitão da seleção entrou na área e tirou do goleiro Howard com categoria, abrindo o placar.

A equipe americana ameaçou aos 11min em uma cabeçada de Dempsey, mas Green trabalhou bem em sua primeira intervenção. Os Estados Unidos forçaram uma série de escanteios na sequência, mas não conseguiram levar perigo ao gol inglês. Com os dois times usando esquemas idênticos, o jogo era corrido e aberto.

O empate quase chegou aos 18min. Donovan levantou na área e Altidore não conseguiu o desvio de cabeça; a bola passou perto da trave e ninguém conseguiu completar para as redes. Solta em campo, a Inglaterra respondeu em seguida. Primeiro, Lennon saiu na cara do gol e preferiu cruzar em vez de chutar, perdendo grande chance. Depois, foi Rooney quem arriscou de longe, mas Howard segurou.

Com 29min, o lateral Johnson desceu pela direita e cruzou rasteiro. Howard conseguiu interceptar a bola, mas levou a pior na dividida com Heskey e precisou de atendimento médico. Pouco depois, o técnico do time europeu, o italiano Fabio Capello, surpreendeu sacando o meia James Milner, que havia levado o cartão amarelo do árbitro brasileiro Carlos Eugênio Simon, para colocar o veloz Shaun Wright-Phillips.

A Inglaterra continuou melhor em campo, apostando em jogadas rápidas pelas laterais. Aos 36min, Ashley Cole e Wright-Phillips trocaram passes pela esquerda e o meia-atacante do Manchester City chutou forte de fora da área, mas mandou longe. A velocidade do jogo era alta e os americanos responderam dois minutos depois, com finalização perigosa de Donovan.

Se os ingleses dominavam o jogo, o goleiro Green tratou de complicar as coisas aos 40min. Dempsey deu chute despretensioso de fora da área e o camisa 12 falhou ao tentar encaixar, deixou a bola entrar lentamente e tomou um verdadeiro frango: 1 a 1.

Johnson quase colocou a Inglaterra na frente de novo no lance seguinte, após grande jogada individual pelo meio, mas parou em ótima defesa de Howard. Depois da falha de Green, os americanos se animaram e tentaram pressionar no fim da primeira etapa, mas não criaram mais chances de perigo.

Capello voltou do intervalo com o zagueiro Carragher no lugar de King, que sofre de problemas crônicos no joelho. A partida continuou acelerada e, aos 3min, Lennon disparou pela direita e cruzou rasteiro, mas ninguém aproveitou. Dois minutos depois, Rooney recebeu lançamento longo, chapelou o zagueiro e bateu; a bola foi salva em cima da linha, mas o lance já estava invalidado por impedimento.

Heskey perdeu oportunidade claríssima aos 6min, quando escapou pelo meio e saiu cara a cara com Howard, mas chutou em cima do goleiro. Aos 17min, foi a vez de Lampard limpar a marcação e arriscar de longe, mas o camisa 1 americano espalmou para escanteio. Na cobrança, Johnson dominou no bico da pequena área e chutou mal, para fora.

A Inglaterra jogava com a bola no chão e criava as melhores oportunidades. Porém, os Estados Unidos assustavam com descidas em alta velocidade pelas pontas. Aos 19min, Altidore recebeu na área pela esquerda e soltou a bomba, mas Green se recuperou da falha no gol e fez defesa espetacular.

Os europeus seguiram pressionando e passaram a dominar o jogo. Aos 25min, Gerrard levantou no segundo poste e Rooney escorou de cabeça, mas não conseguiu direcionar a bola para o gol. Aos 29min, Rooney encheu o pé de fora da área, mas errou o alvo. Pouco depois, o camisa 10 deixou Wright-Phillips na cara do gol, mas Howard voltou a salvar sua equipe.

O ritmo da partida só diminuiu nos minutos finais. As equipes começaram a trocar mais passes no meio à medida que o apito final se aproximava. Nem a entrada de Crouch no ataque foi suficiente para o time inglês conseguir a vitória na estreia, e o 1 a 1 persistiu até o fim.

FICHA TÉCNICA

Inglaterra 1 x 1 Estados Unidos

Gols
Inglaterra: Gerrard, aos 4min do 1º tempo
Estados Unidos: Dempsey, aos 40min do 1º tempo

Esquema Tático da Inglaterra
4-4-2
Green; Johnson, King (Carragher), Terry e Ashley Cole; Lennon, Gerrard, Lampard e Milner (Wright-Phillips); Rooney e Heskey (Crouch). Técnico: Fabio Capello

Esquema Tático dos Estados Unidos
4-4-2
Howard; Cherundolo, DeMerit, Onyewu e Bocanegra; Clark, Bradley, Dempsey (Gomez) e Donovan; Findley (Buddle) e Altidore (Holden). Técnico: Bob Bradley

Cartões amarelos
Inglaterra: Milner, Carragher e Gerrard
Estados Unidos: Cherundolo, DeMerit e Findley

Árbitro
Carlos Eugênio Simon (BRA)

Local
Royal Bafokeng Staidum, Rustenburgo





Fonte: Terra

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/127964/visualizar/