Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Agronegócios
Quarta - 12 de Maio de 2010 às 11:44
Por: Sérgio Ferreira

    Imprimir


Uma boa notícia para os produtores rurais foi dada durante o Entec$ 2010 pelo assessor especial do Ministério da Agricultura (MDA), Fábio Pereira: a garantia de que os leilões de escoamento para o milho deverão ser programados a partir da semana que vem.

A informação trás um pouco de alento aos produtores que aguardavam com ansiedade uma resposta do governo federal, diante o grande estoque do cereal que já se forma nos armazéns de Mato Grosso.

Segundo o suplente de deputado federal, Neri Geller, o Entec$ teve muitos resultados positivos. O melhor deles, porêm, foi a revelação de preço mínimo para o milho garantida pelo representante do Ministério da Agricultura.

Ele lembrou que no ano passado havia faltado recurso para a política de preço mínimo do milho, e que a partir desta constatação, uma comitiva, liderada por ele, foi à Brasília com o propósito de intervir no orçamento para este ano.

“No ano passado tivemos 3,8 milhões para intervenção do governo na garantia de preço mínimo para arroz, café, algodão e milho”, recordou Neri. “Com a previsão da falta de recursos fomos à Brasília durante a elaboração do Orçamento da União e conseguimos uma articulação política para aumentarmos para 5,8 bilhões o orçamento para a comercialização em 2010”, relatou ele, que também é delegado da Aprosoja.  De acordo com Neri, os recursos suplementares que irão possibilitar a garantia de preço mínimo somam a quantia de dois bilhões de reais.

Com a medida, Mato Grasso deve obter cerca de um bilhão de reais em prêmios de comercialização, cotando o milho que era comercializado a R$ 7,50 ou R$ 7,80, ao preço mínimo de R$ 13,98 a saca.

“Somente em Lucas do Rio Verde vamos ter cerca de 70 à 100 milhões de reais a mais injetados em nossa economia”, calculou Neri Geller, lembrando que a garantia de preço mínimo é um direito constitucional do produtor rural.

Para colocar essas mudanças em prática, é preciso a assinatura de uma portaria conjunta dos ministérios da Fazenda, Agricultura e Planejamento. Assim que a portaria for assinada a medida passa a vigorar. Fábio Pereira disse que os leilões começam na próxima semana.






Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/132740/visualizar/