Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Cidades/Geral
Terça - 30 de Março de 2010 às 16:54
Por: Luciene Oliveira

    Imprimir


As ações do Projeto “De Cara Limpa Contra as Drogas” serão levadas para o município de Várzea Grande. Na manhã desta terça-feira (30.03), a Polícia Judiciária Civil discutiu com segmentos do município a implantação do projeto, na região do Centro Integrado de Segurança e Cidadania (Cisc) do Parque do Lago, que abrange o grande Cristo Rei e outros 39 bairros.

A delegada Elaine Fernandes apresentou o funcionamento do projeto que objetiva desenvolver ações preventivas do uso drogas junto a alunos e a repressão ao tráfico de entorpecentes nas comunidades. Fernandes contou um pouquinho da trajetória do projeto nascido de uma necessidade de combater a criminalidade na cidade Campo Novo dos Parecis - onde esteve à frente da Delegacia daquele município – e mostrou um pouco das atividades desenvolvidas em Cuiabá. “O De Cara Limpa Contra as Drogas não é apenas um projeto de palestra é muito mais que isso. É um projeto que busca educar e reprimir. A partir do momento que você faz a prevenção de forma séria, você também está fazendo a repressão”, explicou a gerente executiva do projeto, Elaine Fernandes.

Conforme diretora adjunta da PJC, delegada Thaís Camarinho, as atividades do programa continuarão na Capital e serão expandidas para outros municípios. “O projeto está crescendo, criando raiz e produzindo resultados”, analisa.

A diretora metropolitana, Vera Rotilde, expôs aos presentes que a maior preocupação do projeto está em trazer pessoas, parceiros para trabalharem nas ações do programa. “Essa parceira é importante para que possamos ter pessoas diferentes e recursos para trabalhar”, defendeu.

A educadora e representante do segmento religioso, Ana Aparecida Amorim, considerou muito importante à iniciativa e se dispôs ajudar o projeto se desenvolver no município. “Existe sim segmentos da sociedade que está preocupado com essa conscientização em relação às drogas”, frisou.

Já para Evandra Arruda, a assistente social do Centro Especializado de Referência de Assistência Social (Creas), de Várzea Grande, as atividades do projeto vão alinhar com as ações assistênciais do Creas, que trabalha segundo ela, “com a criança violentada e com a falta de comprometimento famíliar”.

O coordenador do Cisc Leste, José Abdias Dantas, lembrou que o “De Cara Limpa Contra as Drogas” foi contemplado nas ações de prevenção da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp).

Participaram da reunião, o vereador Toninho da Glória, delegados, investigadores, técnicos e representantes de Conselhos Tutelares, da Igreja Adventista do 7º Dia, do Creas, da empresa Renosa (Coca-Cola).

Escolha da região

A diretora adjunta da Polícia Civil, Thais Camarinho, apresentou dados estatísticos utilizados como critérios na escolha da região a receber o projeto. Os crimes contra a vida (homicídios), roubos e furtos, possuem uma estreita relação com o tráfico de drogas, e por isso, são os quesitos levados em consideração para implantada do projeto em uma região. Conforme o levantamento, no ano de 2009, os homicídios apresentaram uma queda de 16% em Várzea Grande em relação a 2008. De 119 crimes para 100 homicídios na cidade, mas alguns bairros apresentaram concentração acima três mortes, como no caso do Cristo Rei. Os roubos tiveram crescimento de 13% e os furtos de 4% de um ano para outro.

A região do Cisc Parque do Lago possui 23 escolas, sendo 8 municípios e 12 estaduais, com 14.660 alunos nas duas redes de ensino. A circunscrição do Cisc abrange 40 bairros que receberão as ações do projeto.






Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/137630/visualizar/