Repórter News - reporternews.com.br
Agronegócios
Quarta - 24 de Fevereiro de 2010 às 09:01
Por: Steffanie Schmidt

    Imprimir


Dados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) divulgados nesta terça-feira (23) apontam aumento de 10,4% nas ocorrências de raiva em animais herbívoros (eqüinos, bovinos, bubalinos, ovinos e caprinos) e suínos em Mato Grosso no ano de 2009 (balanço até setembro) em relação ao ano de 2008. No ano passado foram 275 casos contra 249 registrados no ano anterior. O Estado é o maior em número de ocorrências entre os 27 do país, incluindo o Distrito Federal. O segundo lugar é ocupado pelo estado de Minas Gerais, cujas ocorrências correspondem a 47,33% a menos do que as contabilizadas em Mato Grosso.

A doença atinge o sistema nervoso central e pode acometer todos os mamíferos, inclusive humanos. No Brasil, o principal animal transmissor aos homens é o cão, mas os morcegos, cada vez mais, tornam-se responsáveis pela manutenção do vírus no ambiente silvestre, segundo o Mapa. Para o coordenador de saúde animal do Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea-MT), Roberto Renato Pinheiro da Silva, os números não representam risco. "Está dentro do que é considerado normal pelo número de animais. Mato Grosso vem apresentando as mesmas oscilações há cerca de 10 anos".

Peste suína - Mato Grosso está livre da Peste Suína Clássica (PSC), segundo informações do Mapa. Isso significa que todos os municípios no Estado são considerados como zona livre. Ao todo, o rebanho suíno do Estado soma 1,437 milhão cabeças, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). É o segundo maior produtor do Centro-Oeste ficando atrás de Goiás com 1,5 milhão de cabeças. O Distrito Federal e os estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul,Goiás, Tocantins, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Bahia, Sergipe e Rondônia estão livres da doença.





Fonte: A Gazeta

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/141926/visualizar/