Repórter News - reporternews.com.br
Agronegócios
Quarta - 24 de Fevereiro de 2010 às 06:35
Por: Marianna Peres

    Imprimir


A oferta da soja em grão durante o pico de safra no Estado, que é o maior produtor da oleaginosa no Brasil, superou a capacidade de recepção de cargas do terminal da América Latina Logística (ALL), concessionária local da ferrovia Senador Vicente Vuolo, ampliado em 50% para a atual temporada agrícola. Com a originação (envio) maior que o esperado, a fila de caminhões nas margens da BR 364, onde está o acesso ao terminal de grãos da ALL, em Alto Araguaia, chegou a cerca de cinco quilômetros, ou cerca de 180 caminhões, na tarde de ontem.

Para corrigir o alto fluxo de caminhões mesmo operando na capacidade máxima, a ALL reduziu para o nível mínimo, cerca de 50%, a recepção de cargas ao terminal, localizado a cerca de 430 quilômetros ao sul de Cuiabá. Para isso, entrou em contato com seus principais fornecedores comunicando a redução de cotas de cada um. Com a medida, a concessionária espera regularizar o fluxo de caminhões/carretas a partir de hoje. A fila iniciada anteontem, teve pico de extensão no final da tarde de ontem. “Acredito que em dois ou três haja a regularização do fluxo de veículos e com isso a suspensão do corte sobre as cotas”, explica o gerente de Terminais da ALL, André Cruz. O período de normalização considera que apesar da redução das cotas, muitos fornecedores já haviam despachado a soja nas rodovias quando foram comunicados.

Questionado sobre os efeitos da redução na movimentação de cargas dentro do terminal, Cruz esclarece que a medida não altera em nada o ritmo de trabalho porque a descarga dos caminhões e carretas é feita direto em armazéns e não nos vagões.

De maneira emergencial, como informou em nota a assessoria da ALL, para realocar os caminhões que aguardam acesso ao terminal, pátios de outras empresas vizinhas estão sendo utilizados para reduzir o volume de veículos pesados no acostamento da BR, que também é um espaço precário e limitado.






Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/141937/visualizar/