Repórter News - reporternews.com.br
Policia MT
Terça - 09 de Fevereiro de 2010 às 17:16
Por: Luciene Oliveira

    Imprimir


Cinco integrantes da quadrilha acusada de roubos de caixas eletrônicos presa, na madrugada desta terça-feira (09.02), durante tentativa de assalto na loja City Lar, da Avenida Fernando Correa da Costa, na Capital, já tem antecedentes criminais e dois estão com mandados de prisão em aberto. A descoberta foi feita por policiais da Gerência de Repressão a Sequestro e Investigações Especiais (GRSIE), após checagem da “ficha” dos presos.

O assaltante Gilberto Nunes da Costa apresentou documento falso. O verdadeiro nome dele é Mário Márcio da Silva, 28 anos. O rapaz já foi preso duas vezes por mandado de prisão e estava com uma terceira prisão preventiva decretada, pelo roubo praticado no supermercado atacadista Makro. Ele era um dos 15 homens fortemente armados que invadiram, na madrugada do dia 02 de abril de 2009, o supermercado. As investigações correram pelo Centro Integrado de Segurança e Cidadania (CISC-Oeste), do Verdão.

Também com dois mandados de prisão preventiva, Hernandes dos Santos, 24, integrou o grupo que roubou o Makro, a operadora de celular Claro, escritórios do Edifício Milão e vários caixas eletrônicos de Cuiabá e Várzea Grande. Mário Márcio e Hernandes eram investigados desde a operação “Frente Fria”, deflagrada em maio de 2009, pelo Centro Integrado de Segurança e Cidadania (Cisc) Verdão. Os dois não chegaram a ser presos na operação. Daquela quadrilha, a polícia ainda procura Valdinei Marans dos Santos.

Outros três com passagens pela polícia são Matuzalem Martins da Silva, 20, tido como “operário” do grupo, e que responde a cinco inquéritos policiais no Cisc Verdão, pelos crimes de roubo com restrição de liberdade, tentativa de roubo, furto e receptação; Willian dos Santos Lara, 33, que já respondeu inquéritos abertos em 2004 e 2005, de roubo, receptação e formação de quadrilha; e Renato Fernando Nogueira já foi preso em flagrante por furto, cometido em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. Ele aparece em imagens do circuito de segurança do banco do Brasil, do município de Tabaporã (643 km a Médio-Norte), assaltando caixa eletrônico, em fevereiro de 2009.

Segundo a delegada Alana Cardoso, que presidiu a operação “Frente Fria”, os presos Mário Márcio da Silva e Hernandes dos Santos, são os “cabeças” da organização criminosa que arrombou diversos caixas eletrônicos e praticou roubos/furtos em empresas. Eles também são suspeitos de estarem envolvidos no segundo roubo praticado no supermercado Makro, em janeiro desde ano. “Eles integram a quadrilha do Genésio Eufrásio. Todos os caixas eletrônicos assaltados tiveram a participação deles”, disse a delegada.

Genésio Eufrásio, um os líderes da quadrilha de assaltos a caixas eletrônicos, foi preso pela Polícia Civil, em julho de 2009, tentando tirar um documento falso. Ele continua recluso na Penitenciária Central do Estado. A quadrilha liderada por ele dava preferência a aparelhos eletrônicos, como celulares, computadores fixos e portáteis, nos assaltos as empresas.






Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/143237/visualizar/