Repórter News - reporternews.com.br
Economia
Quarta - 27 de Janeiro de 2010 às 22:33

    Imprimir


O presidente da Força Sindical, Paulo Pereira da Silva (o Paulinho da Força), criticou nesta quarta-feira a decisão do Copom (Comitê de Política Monetária) de manter a taxa básica de juros do país em 8,75% ao ano. "A decisão (...) demonstra claramente que os membros do Copom estão com miopia econômica", afirmou, em nota.

De acordo com ele, os indicadores sinalizam crescimento econômico, inflação sob controle e queda no índice de desemprego no país. "O Copom insiste em impor um forte obstáculo ao desenvolvimento. É uma atitude nefasta para o setor produtivo e totalmente insensível para com os consumidores do mercado interno", diz.

Para Paulinho, a manutenção dos juros em "patamares estratosféricos" é contrário à retomada do crescimento no país.

Foi a quarta reunião consecutiva em que o Copom resolveu manter a taxa inalterada, após cinco cortes seguidos na Selic entre janeiro e julho do ano passado. A primeira manutenção ocorreu em 2 de setembro, o que foi repetido em 21 de outubro e na última reunião, no dia 9 de dezembro.

A nova manutenção fez com que o Brasil voltasse à liderança do ranking mundial de juros reais, feito pela consultoria UpTrend, que mostra os juros nominais de 40 países subtraídos das projeções de inflação nos próximos 12 meses.






Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/144572/visualizar/