Repórter News - reporternews.com.br
Policia MT
Segunda - 04 de Janeiro de 2010 às 20:21
Por: Itimara Figueiredo

    Imprimir


Depois de aprovar, em primeira votação o Projeto de Lei 510/09, que cria o Índice de Desenvolvimento Social (IDS), o presidente da Assembleia Legislativa, deputado José Riva (PP), autor da proposta, apresenta a pesquisa do IDS dos municípios mato-grossenses. O estudo, feito recentemente, revela o desenvolvimento social de cada cidade levando em consideração, além do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), o indicador Ecológico, através do acompanhamento dos focos de queimadas.
Para se ter uma ideia, com esse critério, Cuiabá aparece em 21º lugar na lista referente à qualidade de vida. “Os fatores Renda e Ecológico são os que mais influenciam”, avalia Riva. Diferente de Alto Taquari, região Sul, que aparece em primeiro lugar com IDS 0,690. Contudo, a situação é mais preocupante para Campinápolis e Novo Santo Antônio que têm os piores IDS, sendo 0,375 e 0367, respectivamente.

“Com essa pesquisa o Poder Público poderá desenvolver políticas públicas para balizar as diferenças que existem entre os municípios”, aposta Riva, ao citar a distribuição do ICMS e recursos do Fethab como opções para a correção das distorções.

Com metodologia inovadora e própria, o IDS consegue avaliar o desenvolvimento sustentável. “É um mecanismo que permite acompanhar os focos de queimadas nos territórios e municípios, incorporando outra dimensão básica da existência humana”, garante o parlamentar, ao se referir ao indicador Ecológico. “Com isso, os municípios que mais precisam poderão receber a intervenção do estado”.

Para o deputado, o critério renda é o que aproxima mais da realidade dos municípios de Mato Grosso. Ele explica que da forma como é feito o IDH, há uma distorção. E cita Cuiabá como exemplo, que no critério renda pessoal ou familiar apresenta um índice alto. "Na capital residem grandes comerciantes, funcionários públicos graduados, pecuaristas e outros empresários, enfim a média da renda fica distorcida para cima, criando a impressão que é uma cidade mais rica do que a realidade. Já através do critério valor adicionado per capita, vemos que a riqueza gerada em Cuiabá fica bem aquém de outros municípios".

 






Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/147062/visualizar/