Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Polícia Brasil
Sábado - 24 de Outubro de 2009 às 01:42
Por: Kelly Martins

    Imprimir


O policial militar Jurandyr dos Santos Arruda, lotado no Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), foi preso nesta sexta-feira (23), acusado de matar o jovem Leandro Mendes de Almeida (22), executado com um tiro de pistola no dia 1º de outubro, no bairro Pedregal, em Cuiabá.

O policial já havia sido afastado das funções e a Justiça acatou o pedido de prisão feito pelo promotor criminal Vinícius Gahyva Martins, designado pelo procurador-geral de Justiça, Marcelo Ferra de Carvalho, para acompanhar as investigações.

Conforme informações obtidas pelo site Olhar Direto, Jurandyr dos Santos está preso no Batalhão de Operações Especiais (Bope). O crime ocorreu na madrugada de uma quinta-feira, quando a vítima estaria tomando cerveja, sentada à mesa, em companhia de uma pessoa. Ele identificou o militar como o responsável pelo assassinato. A testemunha contou à polícia que só não foi abatido, como “queima de arquivo”, porque se passou por morto.

O militar já havia prestado depoimento anteriormente na DHPP. No entanto, negou a autoria e, na ocasião, apresentou uma pistola ponto 40mm para alegar que o tiro não teria saído da sua arma, já que a bala que atingiu Leandro saiu de uma pistola 380mm, conforme as investigações. Por outro lado, a polícia não aponta a motivação da execução. Leandro Mendes foi preso recentemente por tráfico de drogas e os policiais não descartam a hipótese de o crime estar relacionado a um acerto de contas.





Fonte: Olhar Direto

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/152434/visualizar/