Repórter News - reporternews.com.br
Meio Ambiente
Sexta - 14 de Agosto de 2009 às 20:47

    Imprimir


Com o objetivo de transformar alunos em agentes multiplicadores de informações sobre os prejuízos causados pela queimada, o Ministério Público do Estado de Mato Grosso, em parceria com a Prefeitura Municipal, Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Corpo de Bombeiros, lançou nessa quinta-feira (13/08), em Tangará da Serra, a campanha “Queimada! O prejuízo é de todos”. Todas as escolas, associações de bairros e comunidades rurais do município serão mobilizadas em torno do assunto.

De acordo com o promotor de Justiça Antonio Moreira da Silva, o lançamento da campanha foi feito no Instituto Presbiteriano de Ensino Simonton e na Escola Municipal Sílvio Paternez. “Durante a campanha, que conta com o apoio da iniciativa privada, promoveremos um concurso de desenho nas escolas da rede municipal e estadual, cujo tema será o combate às queimadas, com premiação aos alunos melhores colocados”, informou.

Ele explica que em todas as escolas serão proferidas palestras sobre o tema. Haverá também a apresentação de um vídeo educativo sobre prevenção da ocorrência de queimadas e distribuição de adesivos, folders, faixas e camisetas. “É importante deixar claro à população que a queimada urbana é proibida o ano todo. Apenas na zona rural é que o período de proibição começou no dia 15 de julho e se estenderá até o dia 15 de setembro”, informou.

“A população também precisa saber que, de cada dez pessoas que morrem no Brasil, pelo menos uma foi vítima da poluição do ar. Em nosso país, cerca de quatro mil pessoas morrem, a cada ano, por respirarem fumaça da queima de lenha ou carvão, em seus domicílios”, acrescentou o promotor de Justiça.

Em Tangará da Serra, denúncias e esclarecimentos de dúvidas sobre queimadas podem ser feitas por meio do Plantão Queimada Urbana (9987-4727/9987-3358); Vigilância Sanitária (3311-4849); Sema (3326-7035); e Corpo de Bombeiros (193).





Fonte: Da Redação/MPE

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/155371/visualizar/