Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Cidades/Geral
Quinta - 04 de Julho de 2013 às 06:55

    Imprimir


O Corpo de Bombeiros de Cuiabá vai voltar a realizar o atendimento de vítimas em caso de acidente. O anúncio do retorno da atividade acontece em meio à crise do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Há cerca de uma semana, o diretor da unidade pediu demissão alegando falta de infraestrutura. 



A falta de efetivo, de materiais e salários atrasados levaram o ex-diretor do Samu, Daud Abdallah, a entregar seu cargo. Os funcionários chegaram a apresentar um indicativo de greve reclamando das condições. A hipótese do Corpo de Bombeiros assumir o serviço chegou a ser levantada. 



Segundo o major Eneídes Martins, do Corpo de Bombeiros, desde o começo do ano a corporação abriu processo de licitação para adquirir 12 ambulâncias e voltar a praticar o serviço, que não realiza desde 2009, quando o Samu foi instalado no Estado. 



De acordo com o major, o Corpo de Bombeiros não pretende substituir o Samu, pois o tipo de atendimento prestado será diferente do que o que o oferecido pelo serviço médico. Porém, a medida vai desafogar o Samu e melhorar o atendimento na Baixada Cuiabana. 



“Não vamos realizar atendimento de urgência, e sim suporte básico da vida. Este tipo de atendimento não necessita de um médico dentro da ambulância, já que atende em sua maioria a traumas e acidentes de trânsito”, afirmou o major. 



Segundo assessoria de imprensa da Secretaria Estadual de Saúde (SES), o secretário Mauri Rodrigues refutou a ideia do Corpo de Bombeiros realizar o serviço de atendimento de urgência e emergência. 



A assessoria afirmou que o secretário atendeu todas as reivindicações e solicitou que o próprio corpo clínico da unidade sugerisse um novo nome para o cargo de diretor do Samu para ser apresentado ao governador Silval Barbosa. (GN) 





Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/15729/visualizar/