Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Nacional
Sexta - 22 de Maio de 2009 às 18:55

    Imprimir


Caiu para 13 o número de pessoas com sintomas de gripe suína --influenza A (H1N1)-- no Brasil, segundo informações divulgadas pelo Ministério da Saúde na tarde desta sexta-feira. Nove casos foram confirmados até o momento e outros 13 estão sendo monitorados.

Os casos suspeitos estão nos Estados de São Paulo (5), Rio de Janeiro (4), Paraná (2), Rondônia (1) e Distrito Federal (1). Até esta sexta-feira, 293 casos foram descartados.

Dos casos confirmados, oito já receberam alta e um permanece em isolamento domiciliar em São Paulo. O paciente é um homem de 39 anos, que esteve em Nova York entre os dias 13 e 19 de maio. Ele apresentou os primeiros sintomas no dia do desembarque no Brasil.

Os casos confirmados estão nos Estados do Rio de Janeiro (3), São Paulo (3), Minas Gerais (1), Rio Grande do Sul (1) e Santa Catarina (1). "Para todos os casos, estão sendo realizados busca ativa e monitoramento de todas as pessoas que estabeleceram contato próximo com esses pacientes", informou o ministério.

Mundo

A OMS (Organização Mundial de Saúde) anunciou hoje novo balanço da gripe suína no mundo, com 11.168 casos da doença em 42 países. O balanço, contudo, não inclui o nono caso confirmado pelo governo brasileiro na noite desta quinta-feira.

Em 24 horas, a organização registrou um aumento de 134 casos da gripe suína, uma mudança relativamente pequena perto dos quase mil novos casos diários registrados nos últimos dias. O número de mortes pela doença aumentou de 85 para 86, com uma nova vítima registrada nos Estados Unidos.

Sintomas

A gripe suína é uma doença respiratória causada pelo vírus influenza A, chamado de H1N1. Ele é transmitido de pessoa para pessoa e tem sintomas semelhantes aos da gripe comum, com febre superior a 38ºC, tosse, dor de cabeça intensa, dores musculares e articulações, irritação dos olhos e fluxo nasal.

Para diagnosticar a infecção, uma amostra respiratória precisa ser coletada nos quatro ou cinco primeiros dias da doença, quando a pessoa infectada espalha vírus, e examinadas em laboratório. Os antigripais Tamiflu e Relenza, já utilizados contra a gripe aviária, são eficazes contra o vírus H1N1, segundo testes laboratoriais, e parecem ter dado resultado prático, de acordo com o CDC (Centros de Controle de Doenças dos Estados Unidos).





Fonte: Folha Online

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/159442/visualizar/