Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Economia
Sexta - 05 de Dezembro de 2008 às 10:23

    Imprimir


Agilidade para abrir empresas e infra-estrutura são alguns dos fatores que auxiliaram o aumento de empreendedores em MT.

A abertura de novas empresas cresceu cerca de 30% este ano em Mato Grosso. Os maiores investimentos têm sido na área do agronegócio.

Para a associação de empresas da capital, o momento é positivo para a instalação de novos empreendimentos. "O Distrito Industrial tem uma grande força: as áreas. Elas são praticamente doadas pelo Governo do Estado de Mato Grosso, então facilita bastante a instalação de empresas. Hoje o Distrito está em boa parte asfaltado e com energia elétrica, ou seja, tem uma infra-estruta adequada para receber novas indústrias", disse o presidente da associação do Distrito Indústrial, Adilson Valera Ruiz.

Nos últimos 12 meses Mato Grosso teve a abertura de 13.508 novas empresas. São empreendedores que não temem os risco de atividades. O destaque fica por conta das empresas do tipo sociedade anônima, com um crescimento de 53% em um ano. "Isso vem concretizar o fato de Mato Grosso passar de um mero produtor de grãos, para um gerador de empregos na verticalização de sua produção. Passa a industrializar seus produtos e transformar esses produtos em mercadorias para comercializar. Não só o produto primário, mas o produto final para o consumidor", afirmou Roberto Peron, presidente da Junta Comercial de MT.

De acordo com a junta comercial de Mato Grosso, o seguimento que mais investiu nesse setor foi o agronegócio. Para os economistas, a aposta na industrialização nos produtos agrícolas aqui no Estado também contribui para os número positivos. "O agronegócio dificilmente será tão impactado, por mais que nós venhamos atravessar uma crise como estamos atravessando, como outro setor da economia. Principalmente porque ele, o agronegócio, é o carro-chefe da economia brasileira", disse o economista Alex Ortolan.

Um outro fator que anima os empresários é que tem diminuído o tempo para a criação de uma nova empresa no Brasil. Antes, gastava-se 24 dias em média, e agora são cerca de 20 dias para a abertura.





Fonte: TVCA

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/168430/visualizar/