Repórter News - reporternews.com.br
Politica Brasil
Quinta - 04 de Dezembro de 2008 às 06:01

    Imprimir


O juiz da 6ª Zona Eleitoral de Cáceres, Geraldo Fidélis, promoveu nesta quarta (3) espécie de uma acareação entre o prefeito reeleito Ricardo Henry (PP) e o ex-prefeito e derrotado nas urnas Túlio Fontes (DEM), além de Carlos Alberto da Silva Bretas, o homem que denunciou esquema de compra de telhas pela campanha de Henry, indícios de abuso de poderio econômico. Primeiro, o magistrado colocou frente-a-frente Henry e Bretas. Depois, fez o mesmo com Fontes.

De um lado, Bretas acusa a coordenação da campanha do prefeito e irmão do deputado federal Pedro Henry de comprar telhas durante o processo eleitoral em uma loja de materiais para construção, no valor de R$ 650,80, pago por pessoa jurídica, com o CNPJ do então candidato à reeleição. Essa denúncia gerou processo, com pedido de cassação do registro de Henry.

Um dos trunfos da defesa é desqualificar Bretas, um ex-presidiário. Também acusa o denunciante de se infiltrar na campanha a mando de Túlio Fontes. O juiz Geraldo Fidélis pretende ouvir nesse processo mais de 10 pessoas. Em meio aos embates jurídicos, o clima em Cáceres é de expectativa.

A eleição foi marcada por troca de acusações e processos entre Henry e Fontes. O prefeito reeleito enfrenta várias representações movidas pelo Ministério Público, pedindo a cassação do registro por crimes eleitorais. Se o progressista for cassado, assume a prefeitura Fontes, segundo colocado nas urnas.





Fonte: RD News

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/168530/visualizar/