Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Saúde
Sexta - 28 de Novembro de 2008 às 17:36
Por: Lucélia Andrade

    Imprimir


As melhores redações, desenhos e frases de escolas de Tangará da Serra foram premiadas na manhã de ontem pelo dia ´D´ de combate a dengue. O evento promovido pelo setor de Endemias do município aconteceu no salão Paroquial da Igreja Matriz. Na ocasião, os melhores trabalhos desenvolvidos pelos alunos abordando o tema ´Dengue´ foram apresentados. Cerca de 15 escolas marcaram presença no evento. Alunos da Creche Futuro Brilhante fizeram uma apresentação sobre a transmissão da doença e como age o mosquito da dengue.

Assim o primeiro lugar na categoria ´Redação´, ficou para Heloísa Raquel Ozeika Poletto, 6ª série da escola Bento Muniz. O segundo lugar para Bianca Mesquita Jorge, da 7ª série da escola Sílvio Paternez e 3º lugar, Jackson Carlos, 7ª série da escola Emanuel Pinheiro. Na categoria ´Desenho´, a vencedora foi a aluna do pré II da escola Manoel Marinheiro, Maria Eduarda. Já o segundo melhor desenho foi do aluno Andreo César do nível II da escola Pingo de Gente. E o terceiro lugar ficou para a escola Fábio Diniz Junqueira com o trabalho confeccionado pelo aluno Caike Gonçalves da Silva do pré-II. E na categoria ´Frases´, a vencedora foi a aluna Emilly Duarte Santos, do 1º-ciclo , 2ª fase da escola João Batista. Em segundo lugar a aluna Camila Marcheto Lisandro do 2º ano da escola Ideal. E o terceiro lugar foi para o aluno do segundo ano da escola Décio Burali, Matheus Dias. Os vencedores foram premiados com bicicleta, bola de vôley e futebol, toalha da banho, Pen Drive, entre outros.

O objetivo do evento, segundo a coordenadora do setor de Endemias, Maria do Carmo de Lima, é fazer com que as crianças tenham um conhecimento maior sobre a dengue e aprendam de forma simples os cuidados que devem ser tomados.

Para o aluno Paulo Henrique Pinheiro dos Santos, da 5ª série da escola Manoel Marinheiro é importante que todas as crianças tenham a consciência de como prevenir a dengue. Ele diz que apesar de todos os cuidados necessários em sua casa, evitando que o mosquito deposite seus ovos, seu pai ainda assim contraiu a doença. “Todos temos que fazer nossa parte e evitar que a dengue se espalhe. Meu pai disse que a doença é muito ruim, deixa a pessoa muito mal. Não quero isso pra mim”, fala o estudante.





Fonte: Diário da Serra

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/168751/visualizar/