Repórter News - reporternews.com.br
Saúde
Quarta - 26 de Novembro de 2008 às 09:32
Por: Carolina Miranda

    Imprimir


O Dia D da Vacinação Anti-Rábica em todo o Estado será no próximo sábado, dia 29 de novembro, nos postos determinados pelos municípios que estarão à disposição para vacinar a população estimada de cães e gatos pelo Ministério da Saúde (MS). A meta para Campanha Estadual de Vacinação Anti-Rábica animal para este ano, é de 641.266 animais entre cães e gatos. Desses, 520.757 são para cães e 120.509 para gatos. A campanha que teve início no mês de outubro de 2008 já vacinou até o momento 37.472 cães e 10.218 gatos, o que totaliza 47.690 animais imunizados. O enceramento da Campanha Estadual de Vacinação está programado para o dia 15 de dezembro.

“O Estado tem a responsabilidade de fazer o monitoramento das ações, ficando a cargo dos municípios estabelecerem as estratégias de acordo com a realidade da região, seja de casa em casa, postos fixos e volantes, podendo ser feita de forma combinada ou isolada, dependendo das condições locais. Porém dando ênfase às áreas de risco, como aquelas de fronteira com a Bolívia e localidades onde houve casos positivos de raiva em animais”, destacou o coordenador da Vigilância Ambiental da Secretaria de Estado de Saúde, Oberdan Ferreira Coutinho Lira. “É necessária a colaboração dos municípios, no repasse das informações, para que a Secretaria de Estado de Saúde possa ter uma noção da real situação e a média de animais entre cães e gatos que estão sendo imunizados”.

As metas foram distribuídas por Escritório Regional de Saúde, o que totaliza 16 unidades. Sendo elas: Água Boa, Alta Floresta, Baixada Cuiabana, Barra do Garças, Cáceres, Colíder, Diamantino, Juara, Juína, Peixoto Azevedo, Pontes e Lacerda, Porto Alegre do Norte, Rondonópolis, São Félix do Araguaia, Sinop e Tangará da Serra. Em 2007, a Campanha atingiu um percentual de 95,18%. A meta estabelecida pelo Ministério da Saúde é de atingir 80% de cobertura vacinal. Para 2008, o Estado pretende ultrapassar a cobertura vacinal atingida em 2007. “Trabalhamos a idéia com os municípios na busca da vacinação de 100% dos animais estimados”, ressaltou Oberdan Lira.

A Campanha Estadual de Vacinação contra a raiva animal para cães e gatos, em consonância com o Ministério da Saúde tem como slogan “Amor não tem raça! Não permita que seu melhor amigo morra de raiva!” Essa ação de imunização tem como objetivo controlar a Raiva Animal sendo esta uma das atividades que visem a sua profilaxia. “Além de tudo, o principal objetivo é a interrupção da transmissão do agravo, em todos os municípios do Estado”, disse o coordenador.

Para o desenvolvimento da Campanha Estadual, foram disponibilizados mais de 850 postos de vacinação distribuídos nos 141 municípios, o que corresponde a aproximadamente 2.500 pessoas envolvidas para tal atividade.

“A raiva é uma doença causada pelo vírus Lyssavírus, que ocorre nos mamíferos e pode ser transmitida ao homem pela saliva do animal contaminado por agressão ou contato com a pele lesionada ou mucosa (boca, olhos, narina). É incurável, sempre fatal, tanto para os homens como para os animais, causada pelo Lyssavírus, transmissível a humanos e a única forma de prevenção é a vacina anti-rábica em cães e gatos, sendo os principais transmissores no aglomerado urbano. O último caso de humano contaminado com o vírus da raiva no Estado aconteceu no ano de 2.000. De lá pára cá nenhum caso mais foi registrado. Para manter essa situação é necessário que os proprietários de animais os mantenham imunizados o que deve ser feito pelo menos uma vez por ano”, aconselhou a veterinária da Vigilância em Saúde Ambiental, Silene Manrique Rocha.

A veterinária lembrou que no ano de 2007 foram registrados apenas dois casos de raiva animal em todo Estado, um em Cuiabá e outro em Várzea Grande. Até o momento do ano de 2008, não houve nenhum registro de caso de raiva animal. “Em todos os casos em que animais contraem o vírus da raiva eles adoecem e morrem no prazo médio de 10 dias”, explicou a veterinária.

“Desde o ano de 2000, graças às campanhas anti-rábicas desenvolvidas no Estado e à participação dos proprietários de cães nessas ações, o número de casos de raiva vêm diminuindo consideravelmente, sendo que o objetivo da Vigilância é, realmente, zerar o número de cães contaminados com o vírus da raiva”, destacou Silene.

SÉRIE HISTÓRICA - No ano de 2000 Mato Grosso registrou um total de 313 cães contaminados pelo Lyssavírus. Em 2001 esse número caiu para 192 casos. No ano de 2002 o número de caninos infectados com a raiva animal foi de apenas cinco animais. Houve um pequeno aumento de ocorrências em 2003 (18 casos) e 2004 (32 casos), mas logo no ano seguinte (2005) esse número voltou a cair para cinco casos positivos de raiva entre os caninos. No ano de 2006 apenas um caso de raiva canina foi registrado, em todo o Estado.





Fonte: Assessoria SES-MT

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/168963/visualizar/