Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Economia
Quinta - 13 de Novembro de 2008 às 10:18

    Imprimir


O Instituto de Defesa Agropecuária (Indea), o Fundo Emergencial de Febre Aftosa (Fefa), a Federação de Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato) e Federação de Ganaderos de Santa Cruz (Fegasacruz), na província de San Matías, na Bolívia, região de fronteira com Mato Grosso, firmaram convênio internacional para apoiar a vacinação do rebanho daquele país contra a febre aftosa.

Foram entregues 50 mil doses pelo Fundo Emergencial de Febre Aftosa, na província de San Matías, na Bolívia, região de fronteira com Mato Grosso. São 15 anos que essa doação é feita sem interrupção.

Nos 15 quilômetros de fronteira entre Brasil e Bolívia, são 279 propriedades rurais cadastradas pelo Indea. A região possui um rebanho de 500 mil bovinos e bubalinos, sendo que 180 mil estão nas propriedades na região de San Matias.

O presidente da Federacion de Ganaderos, Wilfredo Peinado Cuellar disse que esta ação é positiva e os resultados são animadores para a classe produtora da região que, a cada ano mantém essa doença fora de seus rebanhos.

O diretor tesoureiro da Famato, Eduardo Alves, falou que o objetivo da Famato é de erradicar a febre aftosa em todo o continente e que esse trabalho de cooperação com a Bolívia faz parte deste processo. "A região de San Matias já é considerada livre da aftosa com vacinação sendo esse trabalho desenvolvido na fronteira é importante tornar a comercialização de bovinos e bubalinos nesta região, um negócio seguro para os mato-grossenses e para os bolivianos", concluiu.

Antônio Carlos Carvalho de Souza, diretor executivo do Emergencial de Febre Aftosa (Fefa), reforçou o compromisso do Fundo Emergencial e demais entidades representativas do produtor rural de Mato Grosso, em continuar a desenvolver esse trabalho com os produtores bolivianos no combate a doença na região. “Ao fornecemos as doses para atender os criadores bolivianos na fronteira do nosso Estado garantimos a sanidade animal do gado dos dois países”, disse.

O presidente do Indea, Décio Coutinho, contou que a vacinação será assistida por uma equipe formada por técnicos do órgão e por pelo menos 200 vacinadores comunitários contratados pelo Fundo. “Esse trabalho será realizado em toda região de fronteira, nos municípios de Comodoro, Vila Bela da Santíssima Trindade, Pontes de Lacerda, Porto Esperidião e Cáceres orientando ao produtor que tiver algum problema a procurar uma das 137 unidades regionais do Indea no Estado”, informou.





Fonte: Só Notícias/Agronotícias

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/169647/visualizar/