Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Internacional
Quinta - 30 de Outubro de 2008 às 08:36

    Imprimir


Os helicópteros do Exército paquistanês estão sobrevoando as montanhas do sudeste do país nesta quinta-feira em busca de sobreviventes de dois fortes terremotos --um de 6,4 graus na escala Richter e outro de 6,2 graus-- que já deixam 215 mortos.

O ministro de governo, Zamrak Khan, afirmou ainda que mais de 500 pessoas estão feridas. Os tremores causaram deslizamentos de terra que destruíram casas e bloquearam estradas, complicando os trabalhos de resgate e ajuda humanitária.

O primeiro tremor atingiu o vale de Ziarat, na Província de Baluchistão, às 5h10 desta quarta-feira (21h10 de terça-feira, no horário de Brasília) e destruiu cerca de 1500 casas. Segundo as autoridades locais, cerca de 15 mil pessoas estão desabrigadas e têm apenas a roupa do corpo.

Embora o resgate continue na manhã desta quinta-feira, a maior parte dos esforços estão destinados a ajudar as centenas de pessoas feridas em locais remotos da região e a conseguir auxílio humanitário para os desabrigados.

A maior parte dos 50 mil habitantes do vale está dormindo sem abrigo, em um frio rigoroso, depois da perda de suas casas pelo tremor ou pelas cerca de 20 réplicas, a maior delas de 6,2 graus de magnitude, que causou temor aos que ainda tinham casas intactas.

Maqbool Ahmed, 25, morador da vila de Wam, afirmou que 14 pessoas de sua família de 18 pessoas morreram. "Meu pai, minha mãe, todos eles estão mortos", disse, ao lado dos escombros de sua casa.

"Eu enterrei minha família inteira com estas mãos. Nós perdemos tudo, não em minutos, mas em segundos", disse Ahmed, em um sentimento comum aos sobreviventes.

O epicentro do terremoto desta quarta-feira foi a cidade de Ziarat, um vale que é um dos principais pontos turísticos da Província.

Com Reuters e AP





Fonte: Folha Online

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/170537/visualizar/