Repórter News - reporternews.com.br
Economia
Sexta - 04 de Julho de 2008 às 07:43

    Imprimir


Amanhã, primeiro sábado do mês de julho, é comemorado do dia internacional do cooperativismo, sistema de organização onde as pessoas se unem em torno de uma atividade. Em Mato Grosso há atualmente 173 cooperativas, sendo que o maior número se concentra no setor da agropecuária (60). Logo em seguida vêm as cooperativas de crédito, que são 40 ao todo e significam 15% do mercado financeiro do Estado. E a expectativa do Sindicato e Organização das Cooperativas Brasileiras no Estado (OCB/MT) é que até o final deste ano mais 13 cooperativas estejam criadas em Mato Grosso.

De acordo com o presidente do Sicredi MT, João Carlos Spenthof, o cooperativismo representa hoje 33% do Produto Interno Bruto (PIB) agrícola brasileiro e 6% do PIB nacional. No país, conforme ele, estima-se que haja 25 milhões de brasileiros envolvidos em cooperativas. Desse total, 7,7 milhões são associados, reunidos em 7,672 mil cooperativas, que geram 250,961 mil empregos diretos. Em Mato Grosso, conforme a OCB/MT, são 170 mil cooperados distribuídos entre as 173 cooperativas, que geram aproximadamente 5 mil empregos diretos.

Entre as diferenças básicas de uma cooperativa para uma empresa normal está o fato de que o ato cooperado não tem incidência de impostos. Também existe a facilidade na tomada de crédito e na aquisição de insumos, já que unidos os pequenos podem comprar em grande quantidade e conseguir redução de preço. Ou mesmo conseguir um empresto de valor mais alto que beneficiar todos. No setor da agricultura, as cooperativas alcançam redução de até 25% no valor dos insumos, porque compram em grandes quantidades.

Mas não são somente os pequenos que se unem em cooperativas. Grandes também fazem isso para comprar insumos com melhores preços e atender o mercado consumidor em grandes volumes, no caso da agricultura. No Brasil há 13 ramos de cooperativas. Em MT elas estão concentradas basicamente na agropecuária, saúde, educação, trabalho e crédito. Aqui, apesar das cooperativas de crédito não serem as maiores em número, Spenthof frisa que elas são o sistema mais bem organizado.





Fonte: A Gazeta

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/177371/visualizar/