Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Politica Brasil
Quarta - 18 de Junho de 2008 às 15:46
Por: Alline Marques

    Imprimir


O pré-candidato a prefeito de Várzea Grande, ex-governador Júlio Campos (DEM), acredita que o governador não deverá se envolver na campanha eleitoral no município, mesmo tendo como aliado o prefeito e pré-candidato à reeleição Murilo Domingos, do mesmo PR. “O governador já deu sua mensagem eleitoral no dia do lançamento da candidatura de Murilo, mas não acredito que irá se envolver diretamente na política em Várzea Grande, até por uma questão de tempo e também porque existem partidos da base aliada que estão na oposição. Ele não vai querer criar um clima de constrangimento”, comenta.

Maggi já declarou seu apoio oficial ao companheiro de partido Murilo e sabe da importância de ter a Prefeitura de Várzea Grande sob o comando do PR, pensando na disputa para 2010. O governador mesmo chegou a afirmar durante o encontro dos republicanos que as eleições municipais de 2008 serão o primeiro teste do PR nas urnas e que servirá de base para o pleito daqui a dois anos.

Júlio está otimista, ainda mais agora que eliminou seu principal adversário, o deputado Maksuês Leite (PP), que desistiu da pré-candidatura para apoiá-lo e ainda indicou a esposa Mara Rúbia Leite para vice da chapa. O ex-senador faz questão de destacar o fato de Mara ser funcionária concursada do Banco do Brasil, poliglota e “bem relacionada”, como ele diz.

O pré-candidato conta também que Maksuês já participou de algumas reuniões com Associações de Moradores e com presidentes de bairros, mas explica que em função dos horários do deputado na Assembléia fica difícil ambos estarem juntos em campanha, junto com Mara. Nega rumores de que ambos estariam evitando campanha "casada" devido ao desgaste eleitoral.

Júlio diz também que a aliança entre DEM e PP só veio fortalecer sua candidatura e não acredita em desgaste. “As pesquisas mostravam que faltava para Júlio atrair o público feminino e jovem. Com a Mara já resolvemos isso e é só manter a linha de trabalho para irmos rumo à vitória”, afirma o democrata.

Segundo Júlio Campos, 15 partidos já estão coligados com o DEM. São eles: PDT, PTB, PTN, PTC, PSC, PRP, PRB, PSDC, PRTB, PV, PT do B, PSL, PHS, além do PP de Maksuês.

Na corrida sucessória em Várzea Grande, segundo maior colégio eleitoral do Estado, envolve 4 pré-candidatos. Além de Júlio e de Murilo, estão no páreo o ex-vereador Dito Loro (PSDB) e o vice-prefeito Nico Baracat (PMDB), que há mais de 2 anos está rompido com a administração.





Fonte: RD News

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/178439/visualizar/