Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Esportes
Terça - 27 de Novembro de 2007 às 08:27

    Imprimir


O Estádio da Fonte Nova, em Salvador, está fora dos planos da Copa de 2014, segundo o ministro do Esporte, Orlando Silva. O anúncio foi feito na noite de segunda-feira (26), um dia depois do desabamento no estádio que deixou sete mortos.

No domingo (25), parte de um degrau cedeu no final do jogo entre Bahia e Vila Nova. Torcedores caíram de uma altura de 15 metros.

Por causa do acidente, o estádio da Fonte Nova foi interditado por tempo indeterminado. A perícia técnica deve indicar, nos próximos dias, as causas do acidente.

"Havia uma discussão em função de um novo campo, pensando-se na Copa do Mundo de 2014, e estava claro que não seria a Fonte Nova. Se a hipótese fosse um novo campo ali mesmo, evidentemente que passaria pela demolição", afirmou o governador da Bahia, Jaques Wagner.

"Para uma cidade que pretende fazer um jogo da Copa do Mundo, Salvador necessariamente terá que construir um novo estádio, uma nova arena", disse o ministro Orlando Silva, que visitou o local do desabamento. "Eu espero que o Brasil inteiro tire lições do acontecido em Salvador e cuide para que a infra-estrutura seja adequada para garantir o conforto e a segurança de todos os torcedores."

Alerta

O risco de acidentes foi previsto por arquitetos, engenheiros e promotores. Há quase dois anos, o Ministério Público da Bahia vinha alertando para os problemas da Fonte Nova. Os promotores chegaram a pedir a interdição do estádio.

Há três meses, o sindicato nacional das empresas de arquitetura e engenharia fez uma avaliação nos principais estádios brasileiros. Eles queriam saber como estão as praças esportivas para a Copa de 2014. Dos 29 estádios avaliados, a Fonte Nova ficou em último lugar e apresentou as piores condições de segurança.

Na época, os técnicos do sindicato encontraram problemas em quase todas as dependências do estádio. O arquiteto Carl Von Hanenschild disse que muitos outros degraus da arquibancada poderiam ter caído também, mas a tragédia poderia ter sido evitada. Segundo ele, a Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb) sabia das condições do estádio. O órgão afirma que não foi alertado.





Fonte: G1

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/196709/visualizar/