Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Esportes
Quinta - 11 de Outubro de 2007 às 21:12

    Imprimir


SÃO PAULO - Vanderlei Luxemburgo não vê motivo para o técnico do Palmeiras se preocupar com a arbitragem no clássico com o Palmeiras, na noite deste sábado, na Vila Belmiro. Ao contrário: insinuou que o comportamento do técnico adversário é coisa de iniciante.

“Eu também comecei minha carreira muito preocupado com juiz. Isso cria um clima ruim, principalmente em clássicos. Todas as equipes tiveram prejuízos importantes com erros de arbitragem e não apenas o Palmeiras”, contra-atacou o técnico santista.

Embora reconheça que Valdivia pode fazer a diferença no jogo deste sábado, Luxemburgo não vê necessidade de destacar um jogador para fazer marcação especial sobre o chileno.

“O Santos marca por setor e não vai mudar”, adiantou o treinador santista. “Valdivia é um grande jogador, mas que pode ser marcado sem violência e a falta faz parte do jogo. Caio Júnior fala de marcação como se Valdivia não pudesse ser marcado. O que posso adiantar é que vamos fazer uma marcação normal do futebol e que a nossa cabeça está voltada para fazermos um grande jogo.”

Mas, se na coletiva Luxemburgo procurou demonstrar que não chega a se preocupar com Valdivia, no coletivo da tarde desta quinta, no CT Rei Pelé, foi dada atenção especial para parar os dois meias palmeirenses.

Antes do início do treino, o técnico conversou com Pedrinho e Rodrigo Tabata e depois deu o colete de reservas para ambos, escalando Vítor Júnior e Petkovic no time principal. A explicação veio logo que a bola rolou. Pedrinho e Tabata tiveram orientação para atuarem avançados, sufocando os marcadores Rodrigo Souto e Adoniram, que foram bem na marcação. Na segunda parte do coletivo, Pedrinho e Tabata substituíram Vítor Júnior e Petkovic no time principal.

Como de hábito, Luxemburgo não confirmou o time que treinou como titular para começar o clássico. “Se eu falar alguma coisa, estarei morto, porque o Caio Júnior troca de óculos toda hora, está atento e presta muita atenção em tudo”, brincou. Sem outras opções, Luxemburgo deve confirmar Baiano e Alessandro nas laterais. Os dois foram titulares durante todo o coletivo desta quinta e em alguns momentos trocaram de posições. Apesar da irritação de Luxemburgo com os excesso de passes errados de Baiano.

A surpresa do time foi a entrada de Moraes ao lado de Kleber Pereira, que está sem fazer gols desde 5 de setembro, quando o Santos derrotou o Internacional por 2 a 1, na Vila Belmiro. Kleber Pereira cumpriu suspensão pelo terceiro cartão amarelo contra o Botafogo e foi um dos destaques do treino desta quinta.

Como Luxemburgo admitiu que o time do treino poderá não ser o do jogo, é provável que o parceiro de Kleber Pereira seja Renatinho, o único atacante que fez gols - contra Juventude e Botafogo - nos últimos seis jogos. O técnico santista também poderá surpreender, escalando Rodrigo Tabata como segundo atacante para congestionar o meio-de-campo e ter uma opção a mais nos chutes de meia distância.

Nesta quinta, Luxemburgo não descartou essa possibilidade. “Tabata tem um percentual alto de acerto nas assistências. E como a equipe ainda não está definida, ele pode ser escalado.”





Fonte: Estadão

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/203124/visualizar/