Repórter News - reporternews.com.br
Cidades/Geral
Quarta - 10 de Outubro de 2007 às 14:42

    Imprimir


A Polícia Rodoviária Federal (PRF) intensificará a fiscalização nas rodovias durante o feriado de Nossa Senhora Aparecida, 12 de outubro (sexta-feira) e também no fim de semana. A Operação Nossa Aparecida 2007 começa à 0h do dia 11 e terminará à meia-noite do dia 14 de outubro.

Durante a operação serão realizadas blitzes nas rodovias federais da região. Serão fiscalizados veículo, condutor, equipamentos obrigatórios e o estado de conservação do veículo e, acima de tudo, o comportamento do motorista na rodovia.

Será observada também, a velocidade praticada na via, bem como as ultrapassagens indevidas. Os policiais estarão atentos ao porte ilegal de armas, drogas ilícitas, a exploração infanto-juvenil e ao uso de bebidas alcoólicas pelos motoristas.

A PRF pede a todos que forem viajar neste período para dirigir com cautela e prudência. Os motoristas devem redobrar a atenção mantendo uma distância segura do veículo à frente durante o deslocamento. Evitar a utilização de pisca-alerta com o veículo em movimento e também viajar em estado de cansaço, sob efeito de bebida alcoólica e se possível, dar preferência para viajar durante o dia.

Com a chegada do período de chuvas na região Centro-Oeste, é preciso bastante cuidado ao conduzir os veículos durante a chuva. Para isso, a PRF solicita aos condutores que mantenham os faróis acesos e aumentem a distância do veículo que trafega à frente. Os faróis acesos tem um duplo objetivo: ver e ser visto. Já o aumento na distância em relação ao veículo da frente auxilia em caso de uma manobra brusca como uma freiagem.

Dicas da PRF

A PRF indica que os condutores mantenham os componentes mecânicos e elétricos do veículo em boas condições de uso.

Os equipamentos obrigatórios como o macaco, triângulo, pneu de estepe e chave de fenda, são fundamentais para os deslocamentos.É necessário que o motorista revise o veículo mesmo para viagens curtas, com atenção especial para itens como freios, pneus, parte elétrica e direção. Deve-se ter cuidado redobrado com os limpadores de pára-brisa e pneus, devido à possibilidade de chuvas no período.Em condições normais (pista boa, velocidade de 80 km por hora) recomenda-se manter uma distância média de 20 metros do veículo à frente.

Nas vias de baixa velocidade ou nas aproximações para ultrapassagem, respeite a distância mínima de 5 metros. Na ultrapassagem de motociclistas, nunca se aproximar a menos de 2 metros. A distância lateral para ultrapassar ciclista deve ser de 1,5 metros no mínimo.

Ultrapassagens indevidas.

Não ultrapasse pela direita nem pelo acostamento. Redobre a atenção em pontes, viadutos e curvas e fique atento aos outros veículos. Antes de ultrapassar, tenha certeza de que as condições são favoráveis.

Descanso a cada 3 horas.

O motorista que se expõe a muitas horas no volante, fica sujeito ao fenômeno da "hipnose rodoviária", na qual se mantém de olhos abertos, mas sem percepção da realidade à sua volta. Ela vem acompanhada de sonolência, perda de reflexos e de força motora.

Não ingerir bebida alcoólica. Dirigir sob a influência de álcool em nível superior a seis decigramas por litro de sangue provoca diminuição da noção do risco, levando o motorista a cometer imprudências. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) ressalta que através do 191 qualquer pessoa pode efetuar uma ligação para atendimento nas rodovias do Estado.

ASSALTOS A ÔNIBUS

Como ocorre todos os anos, haverá aumento na circulação de ônibus interestaduais, o que potencializa a ocorrência de assaltos. Os passageiros podem ajudar no trabalho da polícia adotando alguns procedimentos simples. São eles:

1. NUNCA REAGIR a um assalto

. É importante lembrar que os criminosos agem rapidamente e sob violenta pressão, podendo confundir gestos e atitudes. Após o fato, procurar imediatamente a polícia, com o maior número de informações que conseguir juntar.

2. Exigir das empresas de transporte interestadual

que todos os passageiros embarcados estejam devidamente identificados, como estabelece a legislação. Da mesma maneira, todas as bagagens devem estar etiquetadas e vinculadas aos respectivos passageiros.

3. Os assaltos, quase sempre, são praticados dentro das cabines dos ônibus

e de forma muito rápida. Portanto, deve-se evitar transportar objetos de valor nas cabines, sendo recomendável despachá-los nos bagageiros. Isso vale, por exemplo, para aparelhos de som e televisão, câmeras,computadores, etc.

4. Evitar exibir, ostensivamente, nos pontos de partida, objetos e jóias

que possam despertar a cobiça de assaltantes, como anéis, colares, relógios, pulseiras, celulares, computadores portáteis e reprodutores de mp3, entre outros.

5. Durante a ação dos bandidos, procurar, discretamente, memorizar o tipo físico dos criminosos, identificando sinais particulares, roupas que utilizam, bem como de veículos envolvidos na ocorrência (marca, modelo, cor, etc). Tais informações auxiliam no trabalho policial.

Confira as principais causas de Acidentes nas Rodovias Federais:

1 - Falta de atenção: 31,11% dos acidentes;

2 - Velocidade incompatível: 8,55% dos acidentes;

3 - Não guardar distância de segurança: 7,27% dos acidentes;

4 - Desobediência à sinalização: 4,10% dos acidentes;

5 - Defeito mecânico em veículo: 3,30% dos acidentes;

6 - Ultrapassagem indevida: 3,19% dos acidentes;

7 - Defeito na via: 2,70% dos acidentes;

8 - Sonolência: 1,78% dos acidentes.





Fonte: TVCA

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/203379/visualizar/