Repórter News - reporternews.com.br
Politica Brasil
Quarta - 11 de Julho de 2007 às 08:02
Por: Eulália Oliveira

    Imprimir


O Partido Progressista (PP) pretende marchar independente e não descarta a possibilidade de lançar candidatura própria à Prefeitura de Rondonópolis, em 2008.

O ex-vereador Cido Silva, que vem fazendo articulações visando ao crescimento e à estruturação da legenda na cidade, revelou ontem ao Diário que o PP está em uma posição privilegiada e que “vai participar da vitória do novo prefeito no próximo ano”. “Estamos articulando para continuar crescendo na cidade. A vitória vai passar pelo PP. Seremos o fiel da balança”, afirmou.

No município, a agremiação que é presidida por Lamberto Henry, possui cerca de 800 filiados, está trabalhando sem laços políticos com outros partidos até o momento, fator que, segundo Cido Silva, só tende a favorecer a legenda. Para ele, a liberdade nos atos dá a possibilidade de escolher o melhor Plano de Governo a ser seguido e que incorpore da melhor forma as necessidades da população rondonopolitana.

Para Silva, a disputa pela Prefeitura Municipal será apertada – “mais ainda do que em 2004”, quando as diferenças entre Adilton Sachetti (então no PPS) e José Carlos do Pátio (PMDB) foram pequenas – e, por essa razão, as legendas vão precisar de aliados os partidos menores, como o PP.

O ex-vereador observou que ainda é cedo para saber se a agremiação vai acompanhar o alinhamento estadual do partido, que trabalha em conjunto com o PR de Blairo Maggi (um dos principais líderes da agremiação é o primeiro-secretário da Assembléia Legislativa, deputado José Riva). O presidente estadual do PP, secretário de Estado de Ciência e Tecnologia, Chico Daltro, participa do encontro.

Para o ex-vereador, o momento é de articulação e as resoluções vão acontecer apenas no ano que vem. “No Estado, estamos ao lado do Governo; na cidade, a história é outra. Vamos defender, no mínimo, candidatura a vice-prefeito e, quem sabe?, para prefeito. O lado ainda não é certo”, disse.

O PP já conversou com o prefeito Adilton Sachetti (PR), mas também participou de recente encontro do PMDB na cidade. O ex-vereador, entretanto, ressalta que qualquer aposta em aliança neste momento é prematura. “Nosso partido é forte e tem muita representatividade no Estado. Em Rondonópolis, vamos trabalhar para obter um excelente resultado. Resta saber se vai ser na situação ou na oposição”, afirmou.





Fonte: Diário de Cuiabá

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/217249/visualizar/