Repórter News - reporternews.com.br
Economia
Quarta - 04 de Julho de 2007 às 18:52

    Imprimir


Dirigentes dos principais grêmios empresariais do Paraguai reafirmaram publicamente nesta quarta-feira sua rejeição à entrada da Venezuela no Mercosul, alegando que o governo de Hugo Chávez viola a cláusula democrática do bloco e não respeita a propriedade privada.

Um governo que fecha meios de comunicação e se opõe ao livre comércio não deve ser sócio do Bloco, destacou o presidente da União Industrial Paraguaia (UIP), Gustavo Volpe, em declarações a emissoras de rádio e canais de televisão locais.

"Se existe uma cláusula democrática e se um governo se especializa em fechar um meio de comunicação, não acredito que seja muito democrático", declarou Volpe, após um encontro com o presidente paraguaio, Nicanor Duarte Frutos. Para o empresário, a entrada da Venezuela no Mercosul é negativa, porque Chávez "tem uma forma muito especial de governo que está liquidando a empresa privada", situação com a qual "obviamente não concordamos".

Segundo o presidente da Federação de Produção à Indústria e Comércio do Paraguai (Feprinco), Alberto Soljancic, que acompanhou Volpe, o Mercosul não precisa da Venezuela.

"Ter como sócio o governo de Hugo Chávez no Bloco não servirá para nada", acrescentou Soljancic.




Fonte: AFP

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/218378/visualizar/