Repórter News - reporternews.com.br
Tecnologia
Terça - 29 de Maio de 2007 às 10:47

    Imprimir


Um estudo publicado nesta terça-feira pelo British Market Research Bureau mostra que a tentativa de políticos de usar a internet para chegar aos eleitores jovens não está tendo o efeito desejado.

Apesar da oferta cada vez maior de clipes produzidos por partidos políticos no site de compartilhamento de vídeos YouTube, menos de 5% dos usuários entrevistados na Grã-Bretanha se interessaram em assistir estas mensagens.

De acordo com a pesquisa, 85% das pessoas entre 16 e 24 anos que usam a internet no país visitam o YouTube, mas elas preferem vídeos que mostram animais ou gols de jogos de futebol a discursos políticos.

Blair x Cameron

O primeiro-ministro britânico, Tony Blair, disponibilizou um vídeo no YouTube logo após as eleições francesas e o líder do Partido Conservador, David Cameron, usa a internet freqüentemente para divulgar suas mensagens.

No entanto, apenas 22% dos usuários ouvidos pelo instituto de pesquisa tinham ouvido falar do clipe de Blair comentado o resultado das eleições na França e só 15% conseguiram lembrar de alguma coisa que Cameron tenha colocado na rede.

Apesar da "baixa audiência" até agora, 31% dos entrevistados na pesquisa britânica acham que o YouTube é uma boa maneira de os políticos se comunicarem com as pessoas e parece que os marqueteiros eleitorais concordam com eles.

Nos Estados Unidos, vários candidatos às eleições presidenciais de 2008 estão usando mais a internet em suas campanhas.

O YouTube criou até uma página especial, batizada de You Choose, ou Você Escolhe, para que eles transmitam suas mensagens oficiais. Mas por enquanto, os vídeos não-oficiais, com gafes e sátiras dos políticos, são os que atraem a maior parte dos usuários.





Fonte: BBC Brasil

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/224799/visualizar/