Repórter News - reporternews.com.br
Saúde
Terça - 22 de Maio de 2007 às 07:45

    Imprimir


Uma pesquisa feita na Argentina sugere que Viagra pode ajudar passageiros a se recuperar do jetlag, os distúrbios biológicos causados quando se viaja para um lugar de fuso horário diferente.

O estudo na Universidade de Quilmes foi feito com hamsters, que tiveram seus ciclos diários de vida alterados, para simular a travessia de diferentes fusos horários.

Os resultados sugerem que o Viagra só funciona quando os passageiros viajam em direção ao leste (ou seja, avançando em relação aos fusos horários) e precisa ser usado em conjugação com fototerapia (tratamento usando luz).

As conclusões da equipe argentina foram divulgadas na revista científica americana Proceedings of the National Academy of Sciences.

Nos mamíferos, o ciclo diário de luz e escuridão regula o relógio biológico, que nas espécies diurnas orienta o organismo a estar ativo durante o dia e em repouso a noite.

Ciclo alterado

Os pesquisadores adiantaram o relógio biológico dos hamsters ligando as luzes seis horas mais cedo do que o normal. Depois, eles monitoraram a atividade física dos animais para ver quanto tempo eles demoraram a se ajustarem ao novo ciclo.

Normalmente os hamsters são ativos durante o dia – quando ficam correndo naquelas em rodas de exercício – e dormem a noite.

Injeções de Viagra antes de os ciclos serem alterados fizeram com que a adaptação do organismo fosse mais rápida, mesmo quando o remédio foi usado em doses mínimas, insuficientes para causar ereção.

O Viagra foi inicialmente criado para tratar de hipertensão e angina, mas acabou se popularizando como medicamento para tratar disfunções eréteis.

Luz

Quando o remédio foi administrado aos hamsters sem mudanças na iluminação não houve alteração nos hábitos dos animais o que levou os cientistas a concluírem que a droga reforça uma reação às alterações de luz.

O líder da equipe de pesquisadores, Diego Golumbek, disse que o Viagra parece ter funcionado alterando o comportamento de uma molécula chamada cGMP, que tem um papel importante na regulagem do relógio biológico.

O remédio impede a ação da enzima que quebra esta molécula e permite ela se acumule em maiores quantidades no organismo.





Fonte: BBC Brasil

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/226076/visualizar/