Repórter News - reporternews.com.br
Saúde
Sábado - 19 de Maio de 2007 às 14:08

    Imprimir


O fumo matará 8,3 milhões de pessoas em 2030, 50% mais que hoje, e 80% das vítimas serão habitantes de países de renda média e baixa, segundo dados do relatório de Estatística Sanitária Mundial 2007, da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Durante a 60ª Assembléia Mundial da Saúde, em Genebra, a OMS publicou seu último relatório estatístico. Ele conclui que em 2030 as quatro causas mais comuns de mortalidade serão as doenças cardíacas e pulmonares, os ataques cerebrais e a aids.

As mortes relacionadas ao vírus da aids terão duplicado, chegando a 6,5 milhões anuais. No entanto, em 2015, as mortes por tabagismo serão 10% do total e 50% a mais que as provocadas pela aids, segundo os cálculos da organização. Em 2030, as doenças não contagiosas deverão causar 70% das mortes.

Além disso, as mortes por ferimentos aumentarão 40% devido ao forte aumento dos acidentes de trânsito. A OMS alerta em seu relatório para a má distribuição das despesas em saúde no mundo. Os 30 países mais industrializados, onde vivem menos de 20% da população mundial, dispõem de 90% do orçamento global no setor.

Em 2004, os países da OCDE gastaram US$ 3.080 por habitante em saúde, contra US$ 102 da África e do Sudeste Asiático.





Fonte: EFE

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/226503/visualizar/