Repórter News - reporternews.com.br
Internacional
Sábado - 19 de Maio de 2007 às 06:22

    Imprimir


A Polícia indiana estabeleceu conexões que responsabilizam um grupo jihadista pelo atentado de sexta-feira contra uma mesquita da cidade de Hyderabad, no sul do país, e pelos confrontos que aconteceram em seguida, com um saldo de 14 mortos e 35 feridos, informou hoje a emissora "NDTV".

As forças de segurança encontraram um cartão de telefone celular junto a uma das bombas não detonadas. Ele pertence, segundo a Polícia, a um membro do grupo terrorista Harkat-ul-Jihad-al-Islami.

Um explosivo escondido numa marmita e detonado por telefone celular explodiu nesta sexta-feira quando cerca de 10 mil pessoas rezavam na Mesquita Mecca, em Hyderabad.

Os fiéis fugiram em pânico ao ouvir a detonação. Mais tarde, enfrentaram violentamente a Polícia, que reprimiu os protestos a tiros. As forças de segurança acharam no local outras três bombas, que foram desativadas.





Fonte: EFE

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/226579/visualizar/