Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Saúde
Quarta - 16 de Maio de 2007 às 14:16

    Imprimir


A Secretaria de Estado de Saúde (Ses) divulgou hoje o resultado parcial da Campanha de Vacinação do Idoso que vai até dia 24 de maio. "Fique Ativo, vacine-se contra a gripe", este é o slogan da campanha de 2007. Foram disponibilizados 178 mil doses da vacina para o Estado. Foram imunizados cerca de 140 mil idosos de um total de 161 mil, representando um percentual de 86,07% do total de idosos no Estado. A meta preconizada pelo Ministério da Saúde foi vacinar 70% das pessoas com mais de 60 anos.

De acordo com o Gerente de Imunopreveniveis, Anderson de Souza, esse resultado parcial tende a aumentar no decorrer da semana, uma vez que diariamente a Ses recebe dados das Secretarias Municipais de Saúde. "Ano passado a campanha fechou com 93,56 % de cobertura vacinal. Acreditamos que esse ano iremos superar essa marca, uma vez que houve um engajamento muito grande por parte das Secretarias Municipais de Saúde e da população como um todo", disse ele.

Segundo o gerente de Imunopreveniveis da Secretaria de Estado de Saúde, Anderson de Souza o alto índice de vacinação se deve aos esforços redobrados da Secretaria de Estado de Saúde em oferecer todo suporte técnico e operacional aos municípios de Mato Grosso. "Para a campanha foram mobilizados mais de cinco mil profissionais para atender os idosos em cerca de mil e trezentos postos de vacinação. Toda essa estrutura foi especialmente preparada para a população ter maior facilidade de acesso a vacina", disse o gerente.

Anderson de Souza ressalta que, além de prevenir contra a gripe, a dose diminui o risco de outras doenças respiratórias agudas como a pneumonia. Outro detalhe importante é que a vacina não provoca gripe. Quando isso acontece é porque a pessoa já estava contaminada pelo vírus e não houve tempo suficiente para a ação da vacina. Não podem ser vacinadas as pessoas que já tenham a apresentado reações alérgicas graves à dose anterior da vacina ou à proteínas do ovo.

A vacina contra a gripe é produzida com base nas três cepas (subtipo de vírus) de maior circulação no Hemisfério Sul. Essa combinação eleva a capacidade de proteção da vacina. Ela diminui o risco de contrair a doença em até 90% dos casos. A vacina leva duas semanas para produzir efeito e deve ser tomada todos os anos. Os vírus presentes na vacina estão mortos e não podem se reproduzir e provocar a doença. Isso significa que a vacina não causa gripe.

A forma e a gravidade da gripe variam muito. Seus principais sintomas são febre, calafrios e mal-estar generalizado, freqüentes nos primeiros dias. A rinite e a faringite também podem ocorrer. Quando os sintomas iniciais diminuem, aparecem problemas respiratórios, como dor de garganta, tosse seca, coriza e congestão nasal. A gripe é curada espontaneamente em cerca de uma semana. Os pacientes idosos mantêm, em geral, a infecção por semanas e podem apresentar complicações. As mais freqüentes são a pneumonia bacteriana, a pneumonia viral primária e o agravamento de doenças crônicas pré-existentes. A gravidade da doença aumenta com a idade.

O Ministério da Saúde enviou cerca de 20 milhões de doses da vacina contra a gripe para os Estados e municípios. Também foram enviadas quatro milhões de doses de imunizante contra difteria e tétano, que deverão ser aplicadas nos idosos que estiverem com seus cartões de vacinas desatualizados. Além disso, ainda foram repassados para todo o país 250 mil doses de imunizante contra pneumococos, para aqueles que estão em asilos ou internados em hospitais, e 1 milhão de doses de vacina contra febre amarela para os municípios em área de risco para esta doença.

Este ano, o Ministério da Saúde investiu R$ 145,8 milhões na Campanha Nacional de Vacinação do Idoso, sendo R$ 135,4 milhões na aquisição das vacinas, R$ 5,43 milhões na campanha publicitária e outros R$ 4,9 milhões no repasse de recursos para os estados e municípios pagarem despesas como combustível e alimentação de todo o pessoal envolvido.





Fonte: RMT-Online

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/227229/visualizar/