Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Economia
Quinta - 29 de Março de 2007 às 08:37

    Imprimir


A falta de álcool em alguns postos de combustíveis de Tangará da Serra se agravou nos últimos dias. Alguns deles já não tem álcool para comercializar e outros garantem que terão combustível apenas para mais dois ou três dias. Segundo os comerciantes do setor, muitos estão sem receber o combustível há dois dias e trabalham apenas com o estoque dos tanques.

Consequentemente, a redução da entrega de álcool aos postos já causou um aumento médio de R$ 0,10 nas bombas em uma semana. O proprietário de um posto local diz que já teve que repassar o aumento para o consumidor. “Tenho combustível para dois ou três dias no máximo e o preço já aumentou”.

Desta vez, o problema não está nas usinas, que começam a colher a maior safra de cana-de-açúcar da história. O problema agora é que, com a resolução 07/2007 da Agência Nacional de Petróleo (ANP), que impede uma distribuidora de vender o combustível para postos de outra bandeira, as empresas alegam que estão com excesso de pedidos.

Como não mantinha estoque suficiente, as distribuidoras estão tendo dificuldade em atender de imediato a todos clientes. Isso confirma, infelizmente, que muitos revendedores não cumpriam com os contratos de exclusividade de bandeira e se abasteciam em outras fontes distribuidoras, diz a presidente do Sincopetro regional de Sorocaba (SP), Ivanilde Vieira.

A presidente explica que a resolução produziu o efeito de tirar do mercado as distribuidoras "paralelas", que abasteciam postos de qualquer bandeira. A prática lesava o consumidor que acreditava estar comprando o combustível com a garantia de qualidade da companhia de sua preferência. "Mas algumas empresas estão aproveitando a situação para elevar o preço, o que não é correto."

Num alerta aos donos de postos bandeirados, Ivanilde diz que aqueles que se sentirem prejudicados de qualquer forma com o desabastecimento e o não cumprimento de contrato por parte da sua distribuidora pode e deve lavrar um boletim de ocorrência de preservação de direitos.





Fonte: Diário da Serra

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/234598/visualizar/