Publicidade
Repórter News - reporternews.com.br
Cidades/Geral
Sexta - 23 de Fevereiro de 2007 às 22:35

    Imprimir


O volume de embalagens vazias de defensivos agrícolas destinadas pelo Mato Grosso cresceu mais uma vez no mês de janeiro. No início deste ano, foram registradas 440 toneladas de recipientes processados nas unidades de recebimento do Estado, um volume 93% maior em comparação com o mesmo mês do ano passado, quando foram destinadas 227 toneladas.

Os recipientes que seguiram para o destino final – reciclagem ou incineração – já representam, apenas em janeiro, 10% de tudo o que foi processado no Mato Grosso durante todo o ano de 2006. Vale destacar que os resultados são fruto do trabalho conjunto de agricultores, canais de distribuição, indústria fabricante (representada pelo inpEV – Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias) e poder púbico. No Mato Grosso, o sistema conta com importantes parceiros como o INDEA (Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso), entidade ligada à Seder (Secretaria de Estado de Desenvolvimento Rural), SEMA (Secretaria de Estado de Meio Ambiente), e FAMATO (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso).

Os agricultores do Mato Grosso possuem 21 unidades de recebimento para a devolução das embalagens vazias (13 centrais e 8 postos), localizados nos municípios de Campo Novo do Parecis, Campos de Júlio, Campo Verde, Canarana, Diamantino, Lucas do Rio Verde, Mirassol D´Oeste, Nova Mutum, Primavera do Leste, Sapezal, Sorriso, Tangará da Serra, Rondonópolis, Água Boa, Boa Esperança, Cuiabá, Juína, Matupá, Querência, Sinop e Tapurah.

Investimento na conscientização de agricultores e trabalho conjunto geram bons resultados para o País

O mês de janeiro também foi de crescimento para o Brasil na destinação final de embalagens vazias de defensivos agrícolas. No período, foram processadas 1.406 toneladas, volume 40% maior do que o alcançado no mesmo mês do ano passado. De janeiro de 2006 a janeiro de 2007, já foram destinadas 20.037 toneladas, transportadas para o destino final por 6.162 caminhões (equivalente truck).

O Brasil possui 365 unidades de recebimento de embalagens vazias de produtos fitossanitários, em todas as regiões do país, ambientalmente licenciados para o recebimento dessas embalagens.

Outros Estados apresentaram grande crescimento na destinação final de embalagens, como Goiás, Santa Catarina, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, São Paulo e Paraná.





Fonte: O Documento

Comentários

Deixe seu Comentário

URL Fonte: http://reporternews.com.br/noticia/240277/visualizar/